Traficantes da Providência recorrem a simulacros para aumentar paiol

Publicado: 9 de fevereiro de 2009 em Uncategorized

Fotos: Bruno Gonzalez e Rodrigo Lopes

Policia

Traficantes ligados à facção criminosa Comando Vermelho (CV) que controlam a venda de drogas no Morro da Providência, no Centro do Rio, estão utilizando simulacros de armas para enganar criminosos de facções rivais e também a Polícia.

A descoberta foi feita na manhã desta segunda-feira, dia 9, por policiais civis da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), durante operação realizada no local para verificar denúncia que afirmava que havia um paiol em um imóvel no Beco dos Gêmeos. No endereço, foram encontrados sete fuzis confeccionados com madeira, papel laminado, pregador de roupas e tinta preta.

Policia

“De longe, os simulacros são facilmente confundidos com armas de verdade. Principalmente à noite. Desta forma, aumentam o armamento da quadrilha a um custo baixo. Enquanto alguns utilizam armas de verdade, para efetuar os disparos, outros bandidos apenas empunham as réplicas. Isto causa uma falsa impressão de que estão bem armados”, destacou um dos policiais que participou da ocorrência.

Além das réplicas de fuzil, os policiais da DCOD apreenderam quatro bombas caseiras, um tablete de maconha com cerca de um quilo da droga, 100 papelotes de cocaína, 17 munições ponto 30 e material para endolação. No Largo do Cruzeiro, agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) foram recebidos a tiros por um grupo de cerca de cinco homens. Eles revidaram e após o confronto prenderam Jorge Luiz Rodrigues Chagas, o CGR, 19 anos. Com ele, foram apreendidos um rádio de comunicação e uma metralhadora calibre 40.

Policia

Ao ser abordado, CGR deu o nome falso de Carlos Rodrigues Chagas. Na delegacia, descobriu-se que ele já havia sido interno do Instituto Padre Severino, na Ilha do Governador, após ter sido surpreendido com um carregador de pistola nove milímetros, quando ainda era menor de idade. Ele foi autuado por porte ilegal de arma e transferido para a carceragem da Polinter.

Policia

Na Rua Souza Bandeira, próximo à Rua do Livramento, agentes da DCOD foram surpreendidos pela crueldade dos traficantes da Providência. Para ganhar tempo e conseguir fugir, os bandidos começaram a disparar tiros de pistola 45 na direção de uma idosa que descia a ladeira com o auxílio de duas muletas. Os policiais, então, pararam a viatura e se abrigaram atrás de um poste, enquanto revidavam os disparos. Os criminosos conseguiram correr. Logo depois, os agentes ainda revistaram alguns imóveis, mas não conseguiram localizar ninguém.

About these ads
Comentários
  1. Débora disse:

    Caramba olha só o CGR mó pena de tu..!

  2. Débora disse:

    Meu amor eu vou tira você dai ná madrugada de segunda-feira tu vai ver vai eu e os meninos amigos seus amo você maridão meu!

  3. perru mete bala disse:

    liberdadee cigarro

  4. cesar disse:

    Liberdade pro CGR PORRA!!!!!!!!!

  5. cesar disse:

    LIBERDADE VAI CHEGAR LEK

  6. JL disse:

    VOCES TODOS TEM QUI MORRE NA MOTO SERRA TURMA DE INFELIS.

  7. Bandida ;D disse:

    os cara é tenso , fechando pelo certo so portando ;P

  8. moreno disse:

    é bonde do SP e do DT porraaa!!!
    moreno da pv

  9. Mc King porra logo logo tu vai estar aqui mano bandido 157 liberdade flerineu leninha robin hood amigo will smity mister Bin sapinho dao (victor hugo alves rodrigues )

  10. LC disse:

    DISCONTROLE SAUDADES CADINHO CVRL 157

  11. AL3m40 disse:

    Paz, justiça e liberdade!

  12. UPP disse:

    é Upp/gpae 5° cambada de favelado……………………chora a provi agora é nossa ….

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s