Polícia faz operação na Pára-Pedro

Publicado: 13 de fevereiro de 2009 em Uncategorized

Fotos: Vitor Silva

Policia

Policiais da 27ª DP (Vicente de Carvalho), com apoio de agentes da Delegacia de Repressão às Armas e Explosivos (Drae), realizaram operação na Favela Pára-Pedro, no bairro Colégio, na Zona Norte do Rio, ao longo da manhã de quinta-feira, dia 12. O delegado João Dias, titular da 27ª DP, acompanhou a ação e informou que a intenção era combater a venda de drogas na localidade, que é controlada por traficantes da facção criminosa Terceiro Comando Puro (TCP).

“Nosso objetivo é o combate ao tráfico. Estamos à procura do chefe da região, conhecido como Crânio ou Cabeça”, afirmou Dias.

Cerca de 50 policiais chegaram à favela, por volta das 9h30, e se espalharam pelos diversos acessos ao interior da mesma. Criminosos que estavam na entrada próximo à Central de Abastecimento do Estado do Rio de Janeiro (Ceasa) soltaram fogos para alertar os comparsas sobre a chegada da Polícia. Mas não houve tiros.

Policia
Na Rua Elói Rodrigues, os agentes descobriram uma boca-de-fumo no local de um antigo altar. Criminosos quebraram a imagem de uma santa e transformaram o espaço em ponto de encontro. Quando os policiais chegaram, ainda encontraram uma garrafa de refrigerante e um sanduíche mordido. Com os indícios de que os traficantes haviam acabado de deixar o endereço, os agentes revistaram alguns imóveis, mas ninguém foi localizado.

De acordo com a Polícia, a ordem para o fechamento de terreiros de Umbanda e Candomblé e a proibição de referências a outras religiões que não seja a evangélica é do traficante Alberico de Azevedo Medeiros, o Derico, 31 anos, um dos principais líderes do TCP. A facção assumiu o controle da Favela Pára-Pedro no final de 2007, após expulsar rivais da facção Amigos dos Amigos (ADA) da região. No último ano, foram registradas algumas tentativas de retomada da área.

Na madrugada do dia 2 de janeiro, um ônibus da linha 349 (Praça XV-Rocha Miranda) foi atacado por traficantes da Pára-Pedro no momento em que passava pela Estrada de Colégio. No atentado, a adolescente Kelly dos Santos, 17, o estudante João Cleber Santos de Souza, 21, e a dona de casa Adriana da Conceição, 37, foram baleados. Os dois primeiros morreram no hospital, após permanecerem internados por mais de um mês.

“Como o ataque foi praticado por traficantes e fomos até lá para combater o tráfico, poderíamos ter encontrado os dois marginais que participaram do atentado. Eles já estão identificados, mas não vamos divulgar para não prejudicar as investigações”, explicou o delegado João Dias.

Policia

Não houve tiroteios e nem prisões. Os policiais apreenderam 7 quilos de maconha e cerca de 100 papelotes de cocaína. Logo depois, equipes da Drae realizaram uma incursão no Morro do Juramento, em Vicente de Carvalho. Ninguém foi preso e nada foi apreendido.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s