Fotos: Felippo Brando

Morro do 7 e 7 (DCOD)

Bocas-de-fumo controladas por traficantes da facção criminosa Amigos dos Amigos (ADA) já estão vendendo crack a seus usuários. A descoberta foi feita por agentes da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), durante operação no Morro do Sete Sete, em Realengo, na Zona Oeste do Rio, ontem. A oferta do entorpecente nos morros e favelas do Estado do Rio de Janeiro era exclusividade do Comando Vermelho (CV), que trouxe a droga de São Paulo, após parceria feita, em 2002, com a facção paulista Primeiro Comando da Capital (PPC).

“É a primeira vez que apreendemos crack em uma favela da ADA. Isso para nós é novidade”, ressaltou o inspetor Leonardo “GI Joe” Torres.

A ação – que mobilizou aproximadamente 20 homens – teve início por volta das 7 horas, quando cinco equipes chegaram à Rua Francisco Fabrício. Os policiais estavam atrás de Reinaldo de Freitas, o Passarinho, 21 anos. Apontado como gerente do tráfico no local, ele foi encontrado em uma das casas da via.

Liliane Aparecida Ramos de Azevedo, a Lili, 20 anos; Rodolfo Machado da Silva, o Ratinho, 23, e Reinaldo de Freitas, o Passarinho, 21

Liliane Aparecida Ramos de Azevedo, a Lili, 20 anos; Rodolfo Machado da Silva, o Ratinho, 23, e Reinaldo de Freitas, o Passarinho, 21

Armado com uma escopeta semi-automática calibre 12, ele tentava fugir. Quando foi surpreendido pelos agentes, jogou a arma no chão e levantou as mãos, se entregando. Com ele, havia cocaína, munição e rádios de comunicação, além de anotações da contabilidade da quadrilha e uma pistola calibre 40 pertencente à Polícia Civil. A arma estava com a numeração raspada, mas os policiais apuram a identidade do proprietário, através de número existente no interior do cano. Eles querem saber se a pistola pertence a algum policial morto em assalto.

Na ação, outros dois acusados de envolvimento com o tráfico de drogas no Morro do Sete Sete foram presos: Rodolfo Machado da Silva, o Ratinho, 23, e Liliane Aparecida Ramos de Azevedo, a Lili, 20. Grávida de quatro meses, ela já havia sido apreendida, quando menor de idade, pelo mesmo crime; enquanto Ratinho – preso em 2004 por policiais militares lotados no 14º BPM (Bangu) – já havia sido condenado e cumprido pena de 3 anos e 7 meses também por tráfico de drogas. Com a dupla, foram apreendidos papelotes de cocaína, sacolés de maconha e embalagens de crack, além de dinheiro em espécie – proveniente da venda de drogas.

Polícia

Todos os três foram autuados e encaminhados para a carceragem da Divisão de Capturas e Polícia Interestadual (DC-Polinter), onde vão permanecer à disposição da Justiça. A prisão aconteceu duas semanas após matéria publicada pelo Jornal POVO do Rio revelando que traficantes do CV iniciaram campanha contra o crack no Morro do Pavão, em Copacabana, na Zona Sul do Rio.

Obtido a partir da merla – uma variação da pasta de coca, obtida como subproduto do processamento das folhas de coca, para obtenção de cocaína – o crack substituiu o uso de cocaína por via intravenosa. A droga provoca efeito semelhante e é tão potente quanto a cocaína injetada, sem necessidade de uso de seringa. A campanha era para que as pessoas inutilizassem o copinho em que são vendidos guaranás naturais. Especialistas afirmaram que o cartaz, com os dizeres “Salve um crakudo… Rasgue o copo”, seria uma tentativa de desestimular o uso do crack, pois os viciados nesta droga têm uma estimativa de vida menor.

Polícia

“Eles perdem a clientela, fato que não ocorre com os consumidores das outras drogas, e isso causa preocupação aos grandes traficantes, que estão perdendo dinheiro com essa nova moda. Acredito que essa campanha que está ocorrendo nas bocas-de-fumo no Rio de Janeiro, com cartazes pedindo para as pessoas rasgarem os copinhos utilizados para o fumo do crack, seja realmente reflexo dessa “crise”, ou seja, a preocupação dos grandes traficantes com a diminuição dos seus lucros”, opinou, na ocasião, o delegado da Polícia Civil de Sergipe, Archimedes José Melo Marques, autor do artigo “Crack: o craque do time da morte”.

RELEMBRE: Tráfico veta copinho para acabar com crackudo vacilão

LEIA MAIS AQUI:

Pauta do Dia no Top Blog!

Anúncios
comentários
  1. […] Liliane Aparecida Ramos de Azevedo, a Lili, 20. Grávida de quatro meses, … fique por dentro clique aqui. Fonte: […]

  2. jurimar dos reis soares disse:

    Parabns para policia pelo otimo trabalho moro em salvador bahia e tenho muitos videos da policia carioca tenho um amigo q conheci pela nete e ele da CORE e tenho um dvd que aparesse muito esse TORRES TROVO sou f dele isso ai tem que cortar esses filhos da puta bandido bom morto sou a favor da pena de morte se puderem mande um imail da DCOD para eu poder falar com Torres Trovo obrigado e fiquem com Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s