Dois mortos e seis feridos em explosão de granada

Publicado: 16 de setembro de 2009 em Acidente, Explosão, investigação, polícia civil, Zona Oeste do Rio
Tags:, , , , , , , , , , ,

Fotos: Pedro Pantoja

Polícia

Uma brincadeira mortal. Assim foi definido o incidente que deixou duas pessoas mortas e outras seis feridas em frente a um centro de reciclagem localizado no interior de um lixão, na Vila Catiri, em Bangu, na Zona Oeste do Rio, na manhã desta terça-feira, dia 15. Pelo menos oito catadores de lixo jogavam um artefato explosivo de mão em mão quando o mesmo caiu no chão e explodiu. Agentes do Esquadrão Anti-Bombas da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) que estiveram no endereço afirmaram que os estilhaços tiveram um alcance de mais de 20 metros de distância. As marcas podiam ser vistas no telhado e na parede do estabelecimento.

Carlos Eduardo da Silva Chaves, 25 anos

Carlos Eduardo da Silva Chaves, 25 anos

Os catadores Carlos Eduardo da Silva Chaves, 25 anos, e Tiago de Lima Costa, 23, morreram no local. Já Alexandre Ribeiro, 32, que sofreu lacerações na perna esquerda e fratura exposta, foi levado para o Hospital Estadual Albert Schweitzer, em Realengo, também na Zona Oeste. Ele foi submetido à cirurgia e permanecia internado na unidade, em estado grave, até o final da tarde.

Tiago de Lima Costa, 23 anos

Tiago de Lima Costa, 23 anos

Outros três feridos foram levados para o Hospital Estadual Rocha Faria, em Campo Grande, também na Zona Oeste: Ari Guedes Pacheco, Edson Couto da Silva e Carlos Felipe Pereira foram atingidos por estilhaços e liberados após receber atendimento médico. A sétima vítima, Alexander Lima da Silva, teve queimaduras, escoriações e fratura e foi levado ao Hospital Geral de Bonsucesso, no bairro de mesmo nome, na Zona Norte, onde permanecia em observação, até o início da noite. O oitavo atingido foi identificado como Alex Couto da Silva, irmão de Edson Couto da Silva.

Polícia

Moradores contaram que a explosão aconteceu quando quatro dos oito catadores de lixo estavam brincando com o artefato, que detonou ao cair no chão. Outra versão diz que eles estariam tentando desmontar a peça – que a Polícia acredita se tratar de uma granada de morteiro de bocal – para vender o material.

Márcia Julião, titular da 34ª DP (Bangu)

Márcia Julião, titular da 34ª DP (Bangu)

Um sargento do Exército que passou pela Estrada do Gericinó momentos antes da explosão prestou depoimento, no início da tarde de ontem, à delegada Márcia Julião, titular da 34ª DP (Bangu).

“Ele disse que viu quatro rapazes brincando com o objeto e depois que passou ouviu o barulho da explosão e acionou a PM. Há quem diga que eles estivessem com o artefato desde quarta-feira sempre brincando. Inclusive, teriam entrado em um bar e dito “isso aqui mata””, revelou a delegada, que irá ouvir os sobreviventes ao longo da semana.

explosao bangu (8)

“O que a gente precisa saber, agora, é de onde veio essa granada. Populares disseram que haveria uma outra. Se tem outra em poder de alguém, faço um apelo para quem a encontrou que leve direto para a delegacia, ou chame a Polícia para que a mesma seja desativada, pois já deu pra perceber o estrago que isso causa”, enfatizou Márcia Julião, que também vai investigar outras versões para o caso, que foi registrado como explosão.

explosao bangu (7)

Um dos primeiros a chegar no local, o comandante do 8º Grupamento de Bombeiros Militar (Campinho) – responsável pela região compreendida entre Santíssimo e Piedade – definiu o que encontrou como uma cena de guerra.

“Parecia uma praça de guerra. As vítimas estavam espalhadas por um raio de 30 metros”, ressaltou o tenente-coronel Luiz Rodrigues, que está à frente do 8º GBM desde o mês de janeiro.

Polícia

“É o primeiro caso de explosão que vejo, desde que assumi o batalhão. Três dos catadores estavam conscientes. Conversei com eles na ambulância e me disseram que estavam com o artefato desde a última quarta-feira. Eles disseram que tentavam amassá-lo para soltar as peças quando houve a explosão”, afirmou o oficial, revelando que as vítimas contaram que esconderam o objeto no terreno em frente a uma loja de material de construção e foram buscá-lo com o intuito de vendê-lo.

Polícia

Padastro de Carlos Eduardo, o motorista Fernando Ferreira, 62, garantiu que esta não teria sido a primeira vez que um artefato das Forças Armadas foi encontrado pelos rapazes.

“O que se acha de material do Exército por aqui não é brincadeira. Vocês não têm idéia. Eles pegavam esse material para vender o chumbo e o ferro para cooperativas da região. Eles já tinham encontrado outra granada, desmontado e vendido o chumbo e o ferro, mas é a primeira vez que acontece um acidente desses. O Dudu trabalhava à noite e na parte da manhã ia vender o que tinha recolhido. Só queria saber de quem é a responsabilidade. Quem é responsável por essas bombas no lixão?”, questionou o motorista.

Polícia

Em nota, o Comando Militar do Leste informou que a explosão ocorreu em área fora da jurisdição militar. No entanto, o órgão está tomando todas as providências, na esfera de sua competência, a fim de contribuir com os órgãos diretamente envolvidos com o esclarecimento do caso.

Polícia

____________________________________________________

Quer concorrer a brindes exclusivos do filme “Noivas em Guerra” ?


noivas-em-guerra-cartaz

Saiba Mais Aqui: Brindes e Promoções para os Leitores

Anúncios
comentários
  1. fernando disse:

    O amor é o ridículo da vida, agente procura nele uma pureza impossivel, uma pureza que está sempre se pondo, indo embora. A vida veio e me levou com ela a sorte, ser abandonado e aceitar essa velha ideia de paraíso que nos persegue, muito breve, como borboletas que so vivem 24 horas, morrer não doe.+ po todos eram comlhecidos meu vai cerduro em aguemtar . . .

  2. rosilene disse:

    eu gostava muito deles estou muita abalada com isso tudo…

  3. com certesa eles nao sabiao de nanda

  4. Foi uma terrivel fatalidade oq aconteceu!
    moro no catiri a 20 anos e estava em casa quando ouvi a explosão!
    Conhecia os envolvidos apenas de vista, exceto tiago, chegamos a
    estudar juntos no primario.
    Meus pesares as familias
    Q Deus as ilumine nesse momento
    e lhes de força p/ superar esta dor!

  5. DEDEIA disse:

    Q FATALIDADE
    COITADA DAS FAMILIA
    DEUS ME LIVRE DESSA DOR
    Q DEUS CONFORTE ELES

  6. gabriela disse:

    eu fiquei muito trister com oque aconteceu com esses meninos

    mas a policia não tomou nenhuma atidude sobre o caso só no começo que os policias tomal atidude depois não querem mas saber !!

  7. sergio disse:

    qu deus tenha piedade dessas vidas

  8. ricardo disse:

    que deus fique cm eles

  9. isasmim disse:

    Saudadees Eternas Thiago !♥

  10. michelle disse:

    que deus cuide deles a onde eles
    estiveres..
    e que quarde os que sobreviveros..
    fiquem com deus amigoss

  11. Isasmim disse:

    Poxa muiito saudadees que o thiago deixou tudo por causa daquelles carinhas do exercito isso nao se deve fazer eles sabe que existem catadores de lixos que pegam isso de la e ainda jogam la fala serio isso eu quero justiiçaa
    SAUDADES ETERNAS THIAGO MEU Priimãoo =(

  12. wesley disse:

    saudades thiago

  13. alessandro disse:

    muitos destes artefatos não são achados no lixão e sim dentro da área militar de Gericinó.

  14. Rodrigo Merly disse:

    Meuu Deus Que Terrível!! Coitados Duas Vidas Que Não Bate Mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s