Polícia prende integrante de quadrilha de roubo a residências

Publicado: 30 de outubro de 2009 em Uncategorized

Fotos: Felippo Brando

Policia

Acusado de integrar uma quadrilha responsável por diversos roubos a residências na Zona Sul do Rio, Paulo Roberto Silva Taveira, o Cara Preta, 25 anos, foi apresentado na manhã desta terça-feira, dia 27, na Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), na Avenida Dom Hélder Câmara, em Pilares, na Zona Norte. Ele havia sido preso em uma blitz de rotina, na última sexta-feira, por policiais militares lotados no 22º BPM (Benfica). Após ser levado para a 21ª DP (Bonsucesso), onde foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma, ele foi encaminhado à DRF, que já o investigava desde o final do mês de setembro.

“Ele estava em um carro, com outros dois homens, quando foi parado pelos PMs, que encontraram uma arma no interior do veículo. Acreditamos que eles estivessem indo praticar outro assalto”, revelou o delegado Roberto Nunes, titular da especializada, que havia programado uma ação para prender Cara Preta e seus comparsas.

Cara Preta (DRF)

“Tínhamos pedido a prisão dele à Justiça e fizemos um planejamento para realizar uma operação no sábado para cumprir esse mandado de prisão. No entanto, ele acabou sendo preso antes, e de maneira inusitada”, ressaltou Roberto.

Em depoimento, Cara Preta afirmou ter sido convidado pelo traficante José Ricardo Rosa Ribeiro, o Cagado, 41, para participar do assalto ao Edifício Solar da Praia, localizado na Rua Francisco Otaviano, em Ipanema, na Zona Sul do Rio. O crime ocorreu no dia 29 de setembro e, para conseguir entrar no prédio, os assaltantes se identificaram como funcionários da Companhia Distribuidora de Gás do Rio de Janeiro (CEG).

Cara Preta (DRF) 6

José Ricardo Rosa Ribeiro, o Cagado, 41 anos

De acordo com a Polícia, Cagado – integrante da facção criminosa Terceiro Comando Puro (TCP) – foi o responsável por liderar a invasão aos morros Chapéu Mangueira e Babilônia, no Leme, em abril do ano passado. Com a implantação de uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) no local, no último mês de junho, ele acabou indo se refugiar no Morro da Serrinha, em Madureira, na Zona Norte.

Conhecido por trocar de facção algumas vezes e manter amizade com os rivais da Amigos dos Amigos (ADA), ele costumava visitar familiares no Morro do Vidigal e freqüentar a Favela da Rocinha, em São Conrado – comunidades controladas pela ADA. No entanto, desagradou ao traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem da Rocinha, 33, que teria proibido que integrantes de sua quadrilha praticassem assaltos na Zona Sul do Rio.

Policia

Este teria sido o motivo que fez com que Nem ordenasse a morte de Cagado, executado juntamente com outros dois comparsas, na última sexta-feira, dia 23. Além de Cagado e Cara Preta, outros três criminosos integram a quadrilha que tem cometido diversos roubos a residências nos bairros São Conrado, Leme, Copacabana, Ipanema e Leblon. Entre eles, um taxista. Todos estão identificados.

“O taxista não participa dos assaltos. Ele estaciona o carro próximo e sai, deixando a chave para que os cúmplices consigam fugir. A tática dele é se afastar para, caso algo dê errado, alegar que teve o veículo furtado. Não é a primeira vez que detectamos um taxista envolvido com quadrilhas de assaltos. Eles se aproveitam da boa imagem que esses profissionais têm para tentar ludibriar a Polícia”, destacou o delegado.

Polícia

Ainda de acordo com seu relato à Polícia, Cara Preta disse ter recebido R$ 8 mil pelo roubo no Edifício Solar da Praia. Na ocasião, os criminosos invadiram cinco apartamentos e levaram máquinas fotográficas, aparelhos de telefone celular, relógios, jóias e dinheiro – entre reais, dólares e euros, totalizando mais de R$ 500 e US$ 1 mil. Uma das vítimas perdeu R$ 50 mil em jóias feitas com ouro, prata e brilhante.

“Saímos do prédio em um Passat modelo antigo vermelho e fomos até o local onde o táxi estava estacionado. De lá fomos até o Vidigal, mas eu não participei da divisão do roubo porque sou morador da Serrinha, que é TCP, e o Vidigal é ADA. Mesmo não tendo envolvimento com o tráfico, os caras não gostam que a gente fique freqüentando comunidades de facções rivais”, afirmou aos agentes da DRF.

____________________________________________________

Quer ganhar ingressos para o filme “Distrito 9” ??

distrito-cartaz

Saiba Mais Aqui: Brindes e Promoções para os Leitores

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s