Familiares de jovens do Macacos vão processar Estado

Publicado: 5 de novembro de 2009 em Uncategorized
Tags:, , ,

Fotos: Bruno Gonzalez

familiares mortos no morro dos macacos (15)

Familiares dos três jovens mortos durante o confronto entre facções rivais pelo controle das bocas-de-fumo do Morro dos Macacos, em Vila Isabel, na Zona Norte do Rio, solicitaram orientação jurídica à presidente da Comissão dos Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de Janeiro (OAB-RJ), Margarida Pressburger, na manhã desta terça-feira, dia 3. Os parentes das vítimas pretendem processar o Estado.

“De qualquer maneira o culpado é o Estado. Tenha o tiro saído da arma dos traficantes ou da arma dos policiais, é dever do Estado garantir a segurança da população”, ressaltou Margarida.

familiares mortos no morro dos macacos (14)

Inicialmente apontados pela Polícia como bandidos, o pedreiro Francisco Aílton Vieira da Silva, 25 anos, o auxiliar do departamento pessoal de um hospital Leonardo Fernandes Paulino e o ajudante de mecânico Marcelo da Costa Ferreira Gomes, ambos de 26 anos, foram assassinados a tiros quando trafegavam de carro, em um dos principais acessos ao morro. Eles chegavam de uma festa, por volta das duas horas da manhã do dia 17 de outubro, quando foram surpreendidos pelos tiros.

“Meu filho ficou doente, teve que retirar o baço. Ele precisava se distrair um pouco. Será que os jovens não podem mais sair de casa? Eu tive câncer de mama e era ele quem me ajudava. Quem fez isso foi o caveirão. Todo mundo na comunidade viu. À meia-noite, o caveirão estava circulando na rua levando traficantes rivais. Posso até morrer por estar contando isso, mas seria melhor morrer que viver nesse sofrimento”, desabafou a dona-de-casa Maria da Costa Ferreira Gomes, 52, que saiu do Ceará e chegou ao Morro dos Macacos, em 1974.

familiares mortos no morro dos macacos (6)

“Naquela época não tinha nada. Nunca tive condições de morar fora de comunidade porque tinha quatro filhos para alimentar. Graças a Deus a minha filha mora há 13 anos no Ceará. Lá ela pode criar os filhos dela com tranqüilidade. Depois do câncer, tirei o seio, sofri com 21 nódulos, tive trombose no pulmão. Faço tratamento no Inca e quando vim pra casa, só queria me deitar. Comecei a subir o morro, com falta de ar, e pedi que os policiais me deixassem passar. Um deles virou para mim e disse que não estava com um pingo de pena de mim, porque a mãe dele também estava sofrendo por ele ter ido pra lá. Nunca vou me esquecer dessas palavras”, relembrou Maria.

Tio do ajudante de mecânico, José Marconi Ferreira, 48, denunciou que o corpo do sobrinho e dos amigos foram jogados na Rua Senador Nabuco, onde permaneceram por mais de sete horas.

familiares mortos no morro dos macacos (17)

“Fui na 20ª DP e me falaram que nós é que teríamos que resgatar os corpos porque a perícia não iria lá. Depois o caveirão tentou levar os corpos, mas não deixamos. Eles acabaram sendo removidos por uma ambulância da PM. Todos na mesma maca. Você morre e ainda tem que provar que não é bandido. É uma maratona para provarmos que somos pessoas de bem e acho que nem todos correm essa maratona”, lamentou.

Moradora de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, a diarista Maria Luiza Vieira da Silva, 47, enterrou o corpo de um dos filhos e permaneceu ao lado do outro no Hospital Geral do Andaraí, no bairro de mesmo nome, durante 12 dias. O pedreiro Francisco Aílton não resistiu e foi um dos que morreu no local, enquanto seu irmão, o garçom do Habib’s Francisco Alaílton Vieira do Nascimento, 22, foi socorrido por um amigo que o viu no chão e o levou para a casa de uma tia.

familiares mortos no morro dos macacos (1)

“Agradeço a quem viu meu filho sangrando e o colocou dentro de sua casa. Ele ficou perdendo sangue até às 9h, porque era muito tiro e ninguém podia socorrê-lo. Tive que reconhecer o corpo do meu outro filho e fiquei por 12 dias com ele no hospital, sem poder trabalhar. Até hoje não consegui voltar ao trabalho”, contou, revelando que o filho foi baleado nos dois braços e na perna, tendo que passar por uma cirurgia de reconstrução de artérias e por uma intervenção no braço esquerdo. Casado e pai de uma criança de um ano, Francisco Alaílton terá seu segundo filho daqui a seis meses.

familiares mortos no morro dos macacos (9)

Os pais de Leonardo Fernandes Paulino – que morreu na véspera do aniversário do filho – também esperam por uma resposta da Justiça.

“Os salgadinhos da festa do meu neto estão até hoje no congelador. Ele vira pra mim e pergunta “vovó, quando vai ser a minha festa dos Incríveis?” Ele vê os bonecos em casa e fica questionando sobre a comemoração do aniversário dele, que não teve por causa da morte do meu filho”, revelou a dona-de-casa Rita Fernandes Paulino, 48, acompanhada pelo marido, o vigia noturno Valmir José da Silva Paulino, que vai completar 53 na próxima semana e mora no Morro dos Macacos há 34 anos.

A Polícia Militar declarou que não recebeu qualquer tipo de denúncia e que desconhece o fato, ressaltando que as vítimas devem procurar a Corregedoria da corporação para que um procedimento investigatório possa ser instaurado.

____________________________________________________

Quer ganhar ingressos e brindes exclusivos filme “Os Fantasmas de Scrooge” ??

os-fantasmas-de-scrooge-cartaz

Saiba Mais Aqui: Brindes e Promoções para os Leitores

Anúncios
comentários
  1. Rodolfo Dias disse:

    Eu não concordo, pois eu acho que se eles sabiam que aquela área estava em conflito, na minha opnião eles não deveriam ter entrado na comunidade. A policia tem por obrigação de manter a segurança mas nesse caso não tinha como pois eram muitos bandidos. 1° num dá uma arma boa pro policia que hoje em dia 7.62 num tá surtindo muito efeito não os bandidos estão de .30, 2° num dá um sálario onesto que o policia mereçe, porra ainda quer esigir.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s