Com 12 mandados de prisão por roubo, Átila Barcelos Rodrigues, 21 anos, morreu após trocar tiros com policiais, na manhã desta terça-feira, dia 8 de dezembro. Equipes da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), com apoio de policiais do 22º BPM (Benfica) realizaram incursão na Favela Parque União, no Complexo da Maré, em Bonsucesso, na Zona Norte do Rio.

A ação tinha como objetivo prender integrantes de uma quadrilha especializada em seqüestrar funcionários de agências bancárias e manter seus familiares reféns para facilitar o roubo a bancos.

Morador da Rua Luiz Pinheiro, Átila foi surpreendido pelos policiais, por volta das 10h, e disparou contra os agentes, tentando fugir. Atingido no confronto, ele ainda foi socorrido e levado para o Hospital Geral de Bonsucesso, no mesmo bairro, mas não resistiu aos ferimentos. Com ele, foram apreendidos uma pistola Glock 40, quatro relógios, um canivete e um tablete de 80 gramas de skank, além de um mapa de uma agência bancária, também localizada em Bonsucesso.

A Polícia desconfia que ela seria o próximo alvo da quadrilha, que foi identificada após investigações iniciadas há cerca de seis meses pela DRF. No dia 25 de novembro, a especializada realizou uma operação na Favela Vila Kennedy, no bairro de mesmo nome, na Zona Oeste do Rio, para tentar cumprir os mandados de prisão temporária expedidos contra os integrantes do grupo. A ação mobilizou cerca de 50 agentes, que prenderam um foragido da Justiça e um homem responsável por uma central clandestina de distribuição de sinal de internet.

Composta por 10 criminosos, a quadrilha começou a ser desarticulada em agosto, com a prisão de Rodrigo dos Santos Euclides, o Turuna, 26. Ele participou do assalto à agência do banco Bradesco localizado na Estrada Vicente de Carvalho, na Praça do Carmo, na Vila da Penha, na Zona Norte do Rio, no dia 8 de julho. O crime vitimou a estudante Letícia Carvalho Botelho, que completava 13 anos na data. Na ocasião, outras quatro pessoas ficaram feridas – três delas atingidas por balas perdidas e uma atropelada enquanto corria para tentar se proteger.

Além dele e de Átila, outro criminoso – Anderson Pereira de Souza, o Twist, 27 – foi reconhecido pelas vítimas através de fotos e apontado como sendo o bandidos mais violento do grupo. De acordo com a Polícia, eles são dissidentes da quadrilha de Alan Vieira dos Santos, o Piolho, 26.

A prisão de Turuna foi efetuada no dia 14 de agosto, em um lava-jato também na Favela Parque União. Segundo a Polícia, ele teria adquirido o estabelecimento com dinheiro de crimes. Dois meses depois, no dia 6 de outubro, equipes da DRF prenderam Murilo Antônio da Silva Júnior, 28, que estava em liberdade condicional há dois anos e foi surpreendido pelos policiais civis em sua casa, na Vila Kennedy.

Os agentes chegaram até ele depois que uma vítima o reconheceu através de fotografia. Tesoureiro em uma agência do banco Itaú localizada em Campo Grande, a vítima foi abordada no momento em que chegava em casa, no Jardim Sulacap, também na Zona Oeste do Rio, no início da noite da quinta-feira anterior.

Três dias depois, foi a vez de Jardel Martins de Oliveira, o Jardel, ser preso, também em sua residência, na Vila Kennedy. Ele possuía mandados de prisão expedidos pelos crimes de extorsão mediante seqüestro, roubo qualificado, tortura e formação de quadrilha.

Com a morte de Átila e as prisões de Turuna, Jardel e Marco Antônio, quatro integrantes da quadrilha continuam foragidos da Justiça, assim como Twist: Luiz Carlos de Oliveira, o Chiqueirinho, Fernando Lafon e Anderson Ribeiro Pimentel, o Carobinha. De acordo com a Polícia, a casa deste último, na Rua Lousal Teles de Menezes, na Favela Vila Kosmos, no bairro de mesmo nome, na Zona Norte do Rio, seria usada como cativeiro para familiares de tesoureiros e gerentes de bancos seqüestrados.

“Vamos relatar o inquérito para extinguir a punibilidade dele, que está morto, e continuar realizando operações para tentar cumprir os outros mandados de prisão”, ressaltou o delegado Roberto Gomes Nunes, titular da DRF.

____________________________________________________

Quer ganhar ingressos para o filme “Amor sem escalas” ??

Saiba Mais Aqui: Brindes e Promoções para os Leitores

Anúncios
comentários
  1. jessica martins disse:

    vcs policias vagabumdos mataram meu primo atila i eu vou matar vcs não esquesa dissso seu vagabumdos corupitos do caralho morra tudo vcs tem qui ser morto mesmo pelos bandidos pq vcs são safados mesmo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s