Tropa cansada de luto: 13 PMs baleados em 10 dias

Publicado: 16 de janeiro de 2010 em Confronto, Morte de Policial, segurança pública
Tags:, , , , , , ,

Fotos: Bruno Gonzalez, Henrique Esteves, Pedro Pantoja

Nos 15 primeiros dias do ano, 13 policiais militares já foram baleados no Estado do Rio de Janeiro. Destes, cinco não resistiram e morreram. Do total, 10 estavam de serviço e um era PM reformado. No mesmo período do ano passado, foram 9 PMs baleados, sendo que seis morreram. Quatro estavam de serviço e um era reformado.

As mortes no ano de 2009 começaram mais cedo: no dia 2 de janeiro. Lotados no Auxílio à Polícia de Trânsito (APTran) do 32º BPM (Macaé), o sargento Rogério Barberino, 46 anos, e o soldado Leandro de Moura Teixeira, 25, foram assassinados pelo técnico de som Ricardo Carneiro Essucy, 44. Eles realizavam patrulhamento de rotina no Centro de Rio das Ostras quando foram acionados para conter uma discussão a poucos metros da rodoviária.

Esse ano, o primeiro policial assassinado não estava de serviço. Lotado na Diretoria Geral de Pessoal (DGP), o sargento Vladimir Gonçalves Mamed, 46 anos, chegava em casa, na Rua Juqueri, em Irajá, na Zona Norte do Rio, quando foi abordado por homens armados, no dia 5 de janeiro.

Ele reagiu e acabou atingido pelos criminosos, que fugiram em um carro não identificado sem levar nada. Socorrido, o PM foi levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha. Ele foi atingido por mais de um tiro na região toráco-abdominal e morreu horas depois.

Apontado pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Milícias como chefe de um grupo paramilitar que atuaria no Conjunto Habitacional Ipase, em Vicente de Carvalho, na Zona Norte do Rio, o PM já havia se candidatado a deputado estadual e vereador, mas não foi eleito.

O primeiro caso de PMs mortos em serviço aconteceu no último dia 15. Lotados no 9º BPM (Rocha Miranda), o sargento Ezequias Veríssimo dos Santos Filho e o cabo Márcio Passos Barcelos foram assassinados quando passavam pela Avenida Ministro Edgard Romero, em frente ao Morro do Cajueiro, em Madureira, na Zona Norte do Rio, por volta das 7h50. Os PMs realizavam patrulhamento de rotina quando se depararam com criminosos que assaltavam uma van de cigarros da empresa Souza Cruz.

Quando se preparava para fugir com a van roubada, um dos bandidos avistou o carro da PM e gritou: “É o Gol bolinha”. O bando, então, abriu fogo contra a viatura com fuzis e pistolas, sem dar qualquer chance de reação aos policiais. O cabo, que estava ao volante, tentou sair do veículo, mas não conseguiu. O sargento, já baleado, ainda desceu do carro e correu até um posto de gasolina, mas foi perseguido pelos bandidos e executado.

O crime chocou a moradores e comerciantes da região e revoltou colegas de farda dos dois PMs.

“Essa não é a primeira vez que tombam companheiros de farda atrás de caminhão de cigarros em Madureira. No fim do ano passado também houve morte perto do Mercadão após a denúncia do motorista de um caminhão que pediu socorro”, ressaltou um policial que pediu para não ter a identidade revelada.

Ele se referiu à morte do cabo Renato Gomes Miranda, 40, também lotado no 9º BPM. No dia 18 de dezembro, ele foi baleado durante confronto entre assaltantes e policiais militares na Avenida Ministro Edgard Romero, próximo ao Mercadão de Madureira. O policial, atingido por disparos de fuzil em um dos braços e em uma das pernas, ainda caiu e bateu a cabeça, sofrendo traumatismo craniano.

Levado para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, o PM morreu horas depois. Na mesma ação, três pedestres foram baleados e um acabou sendo atropelado na tentativa de fugir dos tiros.

“Infelizmente isso está virando rotina. Até quando nós teremos irmãos de farda ceifados por inimigos e nada acontece? A Polícia tem que dar a resposta que merece. Não podemos achar que isso é normal em nossas vidas. Estamos virando presas fácil na mão desses animais”, desabafou.

Também na última sexta-feira, além dos dois PMs do batalhão de Rocha Miranda, outros dois policiais foram baleados enquanto estavam de serviço. Horas após o atentado sofrido pelos policiais em Madureira, o capitão Leandro Maia, lotado no Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), foi atingido por tiros no pé, na perna e dois de raspão no pescoço, no Morro da Mineira, durante confronto com traficantes da facção criminosa Amigos dos Amigos (ADA) que controlam a venda de drogas no Complexo de São Carlos, no Estácio.

Já no final do dia, o soldado Arthur Furtado Batista Barreto, lotado no 22º BPM (Benfica), foi baleado em troca de tiros com criminosos da facção Comando Vermelho (CV), na Favela São Pedro, no Complexo de Manguinhos, em Bonsucesso. Atingido nas nádegas, o PM foi socorrido e levado para o Hospital Geral de Bonsucesso, ele foi liberado após receber atendimento médico.

Qualquer informação que leve à prisão de assassinos de policiais pode ser repassada através do Disque-Denúncia (2253-1177), que está oferecendo recompensa de R$ 3 mil a quem ajudar na localização e prisão de Emerson Vantapane da Silva, o Mão – autor dos disparos que mataram os dois PMs, em Madureira – Jean Pinheiro Laranjeiras Duarte, Fábio da Costa Sousa e Pedro Henrique de Oliveira Sousa. Não é preciso se identificar.

Acompanhe:

Estatística de Policiais Mortos e Baleados em 2010

Estatística de Policiais Mortos e Baleados em 2009

____________________________________________________

Quer ganhar DVDs do filme “12 Rounds” ??

Saiba Mais Aqui: Brindes e Promoções para os Leitores

Anúncios
comentários
  1. […] This post was mentioned on Twitter by Roberta Trindade, Roberta Trindade. Roberta Trindade said: RT @pautadodia: Tropa cansada de luto: 13 PMs baleados em 10 dias -> http://wp.me/p4i7R-125 […]

  2. matarindo disse:

    e hoje ja foi mais alguns de vala , sergio cabral quer ko vai ter

  3. Prezada amiga Roberta, tudo isso é uma grande tragédia, resultado macabro de um péssimo governo estadual. Postei no meu blog a sua estatística. Um abraço fraterno. Coronel Paúl

  4. andre furtado baptista barreto disse:

    meus pezames pelas familias atingidas pelo fato do falecimento dos guerreiros pm. arthur furtado é meu irmão tambem foi atingido, mais graças a deus ele esta bem ..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s