Pedreiro que desafiou traficantes acabou morto em São Gonçalo

Publicado: 5 de agosto de 2010 em Uncategorized

Sentenciado à morte após impedir que traficantes do Complexo da Coruja – composto pelos morros da Coruja, Viana e Alegria e com acessos pelos bairros Neves e Vila Laje – implantassem uma boca-de-fumo em sua casa. Essa é a principal linha de investigação de policiais da 73ª DP (Neves) para o assassinato do pedreiro Douglas Alves dos Santos, 38 anos, ocorrido na noite desta quarta-feira, dia 28 de julho, no bairro Paraíso, em São Gonçalo.

Um dos principais suspeitos da execução é Erick de Lima Fontes Gonçalves, o Falcão, 21, que está foragido por envolvimento na morte do inspetor da Polícia Civil Rogério Carlos Antunes da Costa, 47, em novembro do ano passado, em um dos acessos ao conjunto de favelas.

De acordo com os agentes, o crime ocorreu por volta das 22h. O pedreiro assistia televisão com a mãe em casa, na Travessa Ivanir, quando homens armados invadiram a residência e efetuaram pelo menos quatro disparos em sua direção. Os tiros atingiram o tórax e o abdômen da vítima, que morreu sobre o sofá. No local, foram recolhidos quatro estojos e três projéteis, ambos para arma de calibre 40.

Testemunhas comentaram que o crime poderia ser uma represália à tentativa de Douglas de expulsar traficantes de um imóvel que ele havia comprado na mesma via.

Erick de Lima Fontes Gonçalves, o Falcão, 21 anos

Amigos da vítima contaram que em abril deste ano, após as últimas chuvas, o pedreiro comprou a casa de um morador da localidade, que deixou o local com medo de uma barreira. Atuando na área da construção civil, ele viu a compra da casa como uma oportunidade de conseguir uma renda extra.

Segundo testemunhas, quando se preparava para iniciar a obra, ele teria sido impedido por criminosos que teriam tomado o local para montar um ponto de venda de drogas. Indignado, Douglas retirou telhado da casa e derrubou as paredes.

“O Douglas era muito trabalhador não merecia morrer assim. Ele achou que por ser morador antigo não aconteceria nada com ele. Estamos abalados com essa tragédia. Por sorte, os filhos estavam brincando na rua e não presenciaram o pai sendo assassinado. A mãe dele está em estado de choque”, disse um parente.

A vítima foi sepultada no Cemitério São Miguel, no bairro de mesmo nome, na tarde desta quinta-feira, dia 29. Policiais da 73ª DP não descartam outras hipóteses para o crime e pretendem ouvir parentes do pedreiro ainda nessa semana.

Anúncios
comentários
  1. L.P disse:

    CITADO DO TRABALHADOR C.VRL SAO COVARDE PRA CARALIO ,É A.D.A MESMO PORRA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s