Polícia caça assassinos de pai-de-santo

Publicado: 23 de agosto de 2010 em Uncategorized

Um crime bárbaro que começou a ser desvendado de maneira inusitada: através de uma simples anotação de um jogo de sueca. O papel abandonado no carro do pai-de-santo e enfermeiro aposentado Edson Chaves Bezerra da Silva, 52 anos – encontrado morto com sinais de tortura e enforcamento dentro da própria residência, na Estrela do Norte – levou os policiais do Núcleo de Homicídios da 72ª DP (Mutuá) à identificação de dois homens acusados de participação no assassinato, ocorrido em outubro de 2007.

De acordo com as investigações, o garoto de programa e ajudante de padeiro Reinaldo Geraldo da Cruz da Silva, o Rei ou Lafon, 21, e seu primo Iranildo da Conceição dos Santos, o Iran, 27, entraram na residência de Edson, localizada na Rua Monteiro Lobato, a convite da própria vítima. No imóvel, a dupla se aproveitou da distração do pai-de-santo para agredi-lo com o objetivo de roubar seus bens. Os três entraram em luta corporal, que se estendeu até a suíte da casa, onde Edson foi asfixiado com uma corda presa à cama. Os criminosos roubaram aparelhos eletrônicos, como TV, DVD e um rádio, e fugiram no carro da vítima, um Gol prata.

Reinaldo Geraldo da Cruz da Silva, o Rei ou Lafon, 21 anos

O veículo foi recuperado pelos agentes dois dias depois no trecho Niterói-Manilha da BR-101, na altura do bairro Manilha, em Itaboraí. Dentro do automóvel, uma folha de papel amassada com os detalhes do jogo de baralho levaram à descoberta de que o mentor do crime era alguém conhecido da vítima. A suspeita acabou sendo confirmada após os policiais encontrarem na agenda do pai-de-santo o telefone de Reinaldo, que já possuía um mandado de prisão por assalto a mão armada. A quebra do sigilo telefônico de Edson apontou que o garoto de programa mantinha contatos constantes com a vítima e havia ligado a cobrar para ele horas antes do crime.

A dupla foi denunciada por latrocínio (roubo seguido de morte) pelo promotor Cláucio Cardoso, coordenador da 2ª Central de Inquéritos de São Gonçalo, no último dia 3 de agosto. Duas semanas depois, o juiz João Guilherme Chaves Rosa, da 3ª Vara Criminal do município, decretou a prisão dos acusados.

Iranildo da Conceição dos Santos, o Iran, 27 anos

Muito querido no bairro Estrela do Norte, onde morava no mesmo endereço há 20 anos, Edson foi encontrado morto pela sobrinha no dia 2 de novembro de 2007. Depois de estranhar a ausência do pai-de-santo, um amigo alertou os sobrinhos da vítima, que eram seus vizinhos. Eles entraram na residência e encontraram o corpo de Edson com marcas de tortura, de enforcamento e em avançado estágio de decomposição.

De acordo com peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), Edson estaria morto há pelo menos cinco dias. Os policiais acreditam que o crime tenha ocorrido entre os dias 28 e 30 de outubro.

O promotor Cláucio Cardoso disponibilizou o telefone 3706-1055 para informações que auxiliem na prisão dos acusados. As denúncias também podem ser encaminhadas para a Ouvidoria-Geral do Ministério Público, através do número 127.

Anúncios
comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s