Criminosos aliciam mulheres e idosas para o tráfico de drogas

Publicado: 26 de agosto de 2010 em Uncategorized

Rosângela de Carvalho Lopes Domingues, a Tia Rose, 51 anos

Colocar mulheres – principalmente idosas – para vender drogas. Esta é a tática que traficantes da facção criminosa Comando Vermelho (CV) que controlam as bocas-de-fumo no Complexo do Menino de Deus – que engloba os morros Menino de Deus, Chumbada e Torre e que possui acessos pelos bairros Centro, Rocha, Galo Branco, Mutondo e Estrela do Norte -, em São Gonçalo, estão usando. No total, pelo menos oito criminosas compõem o que ficou conhecido como “Bonde das Tias”.

Uma delas, identificada como Rosângela de Carvalho Lopes Domingues, a Tia Rose, 51 anos, foi presa por agentes da Divisão de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), na manhã de ontem. Proprietária de uma birosca na Rua Antônio Xavier, no Galo Branco, ela foi surpreendida pelos policiais, por volta das 10h, com seis papelotes de cocaína e R$ 400 em espécie, além de um revólver calibre 32 com uma munição. De acordo com a Polícia, ela venderia cerca de R$ 3 mil por semana.

“Ela recebe as drogas do Chumbinho, que deixa cargas de sete papelotes por vez. Quando elas são vendidas, ele entrega mais. Ela usa o bar para revender os papelotes – cada um por R$ 30. A cada venda, ela paga por seis papelotes se fica com um. Esse dinheiro é repassado para um dos filhos do Luiz Queimado”, explicou um dos agentes que participou da prisão, se referindo ao traficante Luiz Paulo Gomes Jardim, o Luiz Queimado, 51, – dono da região – e a Flávio Costa da Silva, o Chumbinho, – que é quem chefia as mulheres da quadrilha e articula as ações do tráfico nas “esticas” (pontos de venda de drogas fora das bocas-de-fumo tradicionais).

“Eles estão recrutando mulheres, principalmente em idade avançada, para despistar as ações da Polícia”, ressaltou o policial, revelando que a especializada chegou até Tia Rose durante investigações sobre furtos e roubos de carros na região.

“Os traficantes e os assaltantes estão trabalhando juntos. Os veículos roubados são usados em bondes e também para trocar por drogas. A maioria é trazida para o Rio, principalmente para o Complexo do Alemão”, destacou.

Michele Matos de Almeida, 29 anos

Outras duas integrantes do Bonde das Tias já foram identificadas pela Polícia: Ana Sales Paes Coelho, 52, e Michele Matos de Almeida, 29. Ambas continuam foragidas. As duas assumiram o papel de vapor do tráfico no alto do Morro Menino de Deus quando os traficantes do local tiveram que expulsar rivais da facção Amigos dos Amigos (ADA) que invadiram o vizinho Morro da Chumbada, em outubro do ano passado. A guerra foi chefiada por Luiz Fernando de Abreu Farias, o Nenequinha, que contou com a ajuda de comparsas do CV que controlam outras favelas no município.

Ana Sales Paes Coelho, 52 anos

Para não sofrer prejuízos, Luiz Queimado decide usar as mulheres para vender as drogas, enquanto os homens da quadrilha são utilizados como braço-armado em ações de disputa pelo controle de pontos de venda de drogas. Em um escuta telefônica feita por agentes da 72ª DP (Mutuá) com autorização judicial, Luiz Queimado é flagrado dizendo para Nenequinha: “Você manda o Chumbinho ficar com as tias. Você diz que é para ele ficar e mandar o bonde para a guerra”. Logo depois, Nenquinha repassa o recado: “Nós vamos ficar na guerra, mas na pista”.

Anúncios
comentários
  1. JJ disse:

    LIBERDADE TIA ROSE !!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s