Braço direito de Olho de Vidro roda na Baixada

Publicado: 1 de outubro de 2010 em Uncategorized

Mário Júlio Magalhães de Oliveira, o Orelhinha, 23 anos

Apontado pela Polícia como segundo homem na hierarquia do tráfico de drogas em seis favelas da Baixada Fluminense, Mário Júlio Magalhães de Oliveira, o Orelhinha, 23 anos, foi preso por policiais da 61ª DP (Xerém), na madrugada desta quinta-feira, dia 30 de setembro. A prisão foi efetuada durante operação conjunta que foi realizada com equipes do Departamento Geral de Polícia da Baixada (DGPB) e divulgada somente nesta sexta-feira, dia 1º de outubro.

Ex-soldado do Exército, Orelhinha serviu na Fortaleza de São João da Barra do Rio de Janeiro – popularmente conhecida como Fortaleza de São João ou Forte São João – localizada no bairro da Urca, na Zona Sul do Rio. De acordo com a Polícia, ele é o homem de confiança do traficante Luís Carlos Nesse José, o Olho de Vidro, 33, que controla a venda de drogas nas favelas da Galinha, em São João de Meriti, Gogó da Ema e Urubu, em Belford Roxo, e no Complexo da Mangueirinha – composto pelos morros do Sapo, do Santuário e da Telefônica -, no bairro Parque Centenário, em Duque de Caxias.

Luís Carlos Nesse José, o Olho de Vidro, 33 anos

Ainda segundo a Polícia, Orelhinha teria assumido o tráfico nas favelas de Belford Roxo no mês passado e, há cerca de 20 dias, trocou tiros com policiais da 54ª DP (Belford Roxo) e do 39º BPM (Belford Roxo) durante operação na localidade.

“Ele também estava tentando expandir seu domínio para a Favela Amapá, em Xerém”, disse um dos agentes que participou da ação.

Mário Júlio Magalhães de Oliveira, o Orelhinha, 23 anos

Contra Orelhinha havia um mandado de prisão expedido pela 2ª Vara Criminal de Belford Roxo, no entanto, por causa do período eleitoral – que permite prisões somente em flagrante – o cumprimento do mandado será feito somente 48 horas após as eleições. Surpreendido com munições para fuzil calibre 556 e pistola nove milímetros, ele ficou preso pois foi autuado em flagrante por porte ilegal de munições.

Já com passagem por tráfico de drogas – tendo sido preso em janeiro do ano passado e autuado na 9ª DP (Catete) -, Orelhinha foi transferido, em março do mesmo ano, para a Casa de Custódia de Magé e aguardava julgamento. Ontem, ele foi transferido para uma carceragem da Divisão de Capturas e Polícia Interestadual (DC-Polinter), onde vai permanecer à disposição da Justiça.

Anúncios
comentários
  1. Juliana disse:

    Pior que que ninguem pega esse bandido, tenho amigo que estar foragido, mora da região proxima maguerinha, e esta ameaçado por esse elemento, onde chegamos?? pessoas de bem tendo que mudar suas vidas por causa de um animal feito esse olho de vidro. Que país é esse?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s