Festa de aniversário infantil termina na cadeia

Publicado: 9 de outubro de 2010 em Uncategorized

Fábio Simões Brasil, o Fabinho, 31 anos

Acusado de integrar a quadrilha do traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem da Rocinha, 34 anos, Fábio Simões Brasil, o Fabinho, 31, foi preso durante ação conjunta de policiais da 36ª DP (Santa Cruz) com agentes da Divisão de Capturas e Polícia Interestadual (DC-Polinter), na madrugada deste sábado, dia 9 de outubro. Ele foi surpreendido em uma festa infantil, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio.

De acordo com a Polícia, ele participava da comemoração pelo aniversário de 2 anos da filha do traficante José Carlos de Oliveira, o Cabeça, 41, que é seu cunhado e controlaria a venda de drogas no Morro do Vidigal, em São Conrado, na Zona Sul do Rio.

Ainda segundo a Polícia, Fabinho – integrante da facção criminosa Amigos dos Amigos (ADA) – seria o terceiro homem na hierarquia do tráfico da Favela da Rocinha, também em São Conrado, e o dono do Morro da Ilha da Conceição (MIC), no bairro Ilha da Conceição, em Niterói.

Fábio Simões Brasil, o Fabinho, 31 anos

Os policiais também afirmaram que Fabinho teria participado do tiroteio ocorrido no dia 21 de agosto, que começou no asfalto e terminou no Hotel InterContinental.

Policiais teriam chegado à casa de festas Castelo da Magia, onde o evento aconteceu, na Estrada dos Três Rios, por volta das 15h, para monitorar a movimentação local. Por volta de meia-noite e já no fim da festa, alguns carros teriam se posicionado em frente ao estabelecimento para escoltar os convidados que seriam da Rocinha e levá-los de volta para a favela.

Antes que Fabinho saísse do local, policiais invadiram a casa e decretaram a prisão do criminoso. Contra ele – que não estava armado e não reagiu à prisão – havia dois mandados expedidos pela Justiça por roubo.

Com ele foram detidas mais três pessoas, que a princípio seriam ligadas ao criminoso, que foram levadas para a sede da Polinter, no Andaraí, na Zona Norte do Rio, e liberadas após prestar depoimento. Policiais que participaram da ocorrência contaram que havia 300 pessoas no local do evento, mas que não houve pânico. Apesar da expectativa, Nem não compareceu à festa – assim como o pai da criança.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s