Viúva negra atraiu amante para a morte

Publicado: 29 de novembro de 2010 em Uncategorized

A Polícia está tentando identificar uma mulher que atraiu o próprio amante, identificado apenas como Felipe dos Santos, para ser seqüestrado, extorquido e morto pelo grupo de extermínio – formado por civis e policiais militares – acusado de assassinar aproximadamente 50 pessoas em São Gonçalo e Niterói.

Ela foi flagrada em interceptações telefônicas, autorizadas pela Justiça, orientando o cabo Alexsandro Horffmam Lopes sobre a melhor forma de capturar a vítima, que seria ligada ao tráfico de drogas no Conjunto Amarelinho, anexo à Favela de Acari, em Irajá, na Zona Norte do Rio. O jornalista Gustavo Carvalho teve acesso, com exclusividade, às gravações que demonstram o sarcasmo da mulher que, em um dos trechos, chega a pedir a Lopes para deixá-la tomar um banho de piscina com o amante antes do bando armado seqüestrá-lo e torturá-lo.

Também irônico, o PM dá gargalhadas ao ouvir o pedido da mulher, mas nega a solicitação temendo uma possível reação da vítima. Em outro fragmento da escuta telefônica, Wanderson Silva Tavares, o Gordinho ou Tenente, 34 anos, acusado de liderar o bando, comenta com Abdias Cruz da Silva, o Buca, de 38 anos, o resultado da ação e comemora, comparando a dupla formada com Lopes com a do filme Máquina Mortífera, de 1987, protagonizado pelos atores Mel Gibson e Danny Glover.

De acordo com as investigações, familiares de Felipe chegaram a pagar R$ 15 mil e mais duas pistolas de resgate, em um trecho da Avenida Brasil, mas o corpo da vítima foi encontrado com cinco marcas de tiro na cabeça, na Rua Martins Sarazar, no bairro Jardim Bom Retiro, no último dia 6 de setembro. O carro do suposto traficante, o Meriva, placa KXO-3539, foi apreendido por policiais da 72ª DP (Mutuá) em uma das casas de Buca, preso sob a acusação de lavar o dinheiro das extorsões praticadas pela quadrilha armada.

No dia 18 de novembro, peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) utilizaram a substância conhecida como luminol para verificar se havia vestígios de sangue humano no Meriva. O resultado deu positivo não só para esse veículo, mas para todos os outros três carros encontrados na mansão de Buca, em Itaipu, na Região Oceânica de Niterói. O material genético encontrado será comparado com o DNA de todas as vítimas do grupo criminoso.

Desarticulado em setembro desse ano, o grupo de extermínio age em São Gonçalo desde 2004, de acordo com as investigações. Até agora, cinco policiais militares, um inspetor da Polícia Civil e outras duas pessoas foram presas sob acusação de envolvimento com o bando.

Apontado como o líder da quadrilha, Gordinho ou Tenente é o único que continua foragido. O Disque-Denúncia, através do telefone 2253-1177, está oferecendo recompensa de R$ 2 mil para que tiver informações que auxiliem na prisão do acusado. O anonimato é garantido.

02/09 – Mulher e Lopes planejam sequestro

Mulher: Falei com ele agora. Liguei e ele falou que tava ligando pra gente sair, uma piscina, uma praia (…). Falei que aqui no prédio tem praia. Vem na piscina aqui em casa, dar um mergulhinho aqui (…). Aí ele, posso ir mesmo? Mas seria só um mergulho?

Lopes: (gargalhadas)

Mulher: Aí ele, a gente não pode esticar o mergulho e sair não?

Lopes: (gargalhadas)

Mulher: Aí ele falou que ia no Rio e que à tarde ia me ligar, entendeu?

Lopes: Tá. Assim que ele te ligar, você convida ele para ir aí e você me liga.

Mulher: Tô com medo.

Lopes: Confia em mim. Precisa ficar bolada não. Tá bom?

Mulher: Pelo amor de Deus, presta bem atenção (…). Só que tem uma coisa. Lembra aquele dia que eu o vi, ele estava com motorista (…).

Lopes: Se vier com João (comparsa), pode ficar tranqüila que eu vou conversar (sesquestrar) com João também. Mas como é que o cara há dez anos sem ver Maria, Pedrinho vai levar João (…). Se isso acontecer, pode ficar tranqüila. Vai os dois.

Mulher: Ele tá indo em Irajá. Ele veio de Maricá agora (…).

Lopes: Irajá faz sentido porque lá é Amarelinho (favela). Amarelinho de Irajá é TCP (Terceiro Comando Puro)

Mulher: Deixa eu te falar uma coisa. Indo lá, ele vai entrar, não vai?

Lopes: Quando o menino chegar, o portão vai estar fechado. Você vai falar sobe aí e eu não vou deixar ele botar nem os dois pezinhos para fora do carro, entendeu? O caô é de que ele tá no grampo, que eu tô ouvindo ele há dois meses (…).

Mulher: Ah! Deixa ele entrar primeiro para tomar um banho de piscina comigo (risos). Ah, deixa, vai (risos)

Lopes: Não vai entrar p… nenhuma não porque vai ser de biquíni (…)

Mulher: Ah, deixa. Vai demonstrar confiança (risos).

Cabo PM Alexsandro Horffmam Lopes

03/09 – Seqüestro do suposto traficante de Irajá

Lopes: Já vi ele aqui já (…)

Mulher: Ele falou para eu descer e conversar com ele na rua de trás.

Lopes: Ele tá na rua de trás?

Gordinho (ao fundo): Tá. Ele está correndo.

Lopes: Faz ele entrar pelo portão pequeno. Ele vai entrar e conversar com você. Eu vou pegar ele na saída (…).

Mulher: Só me deixa fora disso, pelo amor de Deus.

04/09 – Gordinho comenta com Abdias que conseguiu o negocinho (arma) que ele havia perdido

Gordinho: Consegui recuperar um negocinho (arma) que você perdeu naquela situação.

Abdias: É mesmo?

Gordinho: Patamo (Patrulhamento Tático Móvel) operacional, filho. Gordinho e Zumbi (Lopes) é a dupla máquina mortífera, Mel Gibson e aquele negão (…).

Abdias: (risos). Conseguiu recuperar?

Gordinho: Zé, eu acho que porque entrou a bateria (carregador) de 15, mas também entrou a de 19.

Abdias: E o número (calibre) é o mesmo?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s