Aposentado mata ex-namorada e comete suicídio em Itaboraí

Publicado: 17 de janeiro de 2011 em Uncategorized

Duas famílias destruídas por um crime trágico e anunciado ocorrido na localidade Santo Antônio, em Manilha, Itaboraí, na madrugada desta sexta-feira, dia 7 de janeiro. Insatisfeito com o término do relacionamento de quatro anos com a ensacadora Margarete do Nascimento, 43 anos, o aposentado João Batista Cunha, 52, pôs em prática as ameaças que fazia à ex-mulher há cerce de oito meses. Armado com um revólver calibre 38, ele a executou com dois tiros no peito e, em seguida, seguiu para a sua residência, a 100 metros do local do assassinato, onde cometeu suicídio.

De acordo com a Polícia, o crime ocorreu por volta das 4h30 na Rua 37. A vítima saiu de um bar e, como de costume, sentou em frente à sua residência quando foi surpreendida pelo ex-companheiro. A ensacadora ainda tentou correr para dentro de casa, mas foi atingida por dois dos três disparos feitos pelo acusado e morreu no local. Após assassiná-la, o aposentado foi para casa, sentou na cama e atirou contra a própria cabeça.

“Quando encontrei minha mãe caída na rua, não tive dúvidas de que o João havia feito isso. Ele a perseguia e a ameaçava desde o fim do relacionamento. Sempre falava que se minha mãe não ficasse com ele não ficaria com mais ninguém. As ameaças aumentaram depois que ela registrou o caso na delegacia. Isso não pode ser chamado de amor”, desabafou Maiara do Nascimento Maurício, 19, filha da vítima.

Familiares de Margarete acionaram policiais do 35º BPM (Itaboraí) e apontaram o aposentado como o principal suspeito do crime. Os PMs seguiram para a casa do acusado, onde o encontraram caído no quarto, ao lado da cama.

“Meu pai era uma pessoa tranqüila, mas ultimamente vinha falando que ainda ia fazer uma loucura esse ano. Chegou a comentar que a mataria e não ficaria vivo, mas jamais pensei que ele fosse capaz de fazer uma coisa dessas. Passei por um problema parecido e ele foi meu principal incentivador para dar a volta por cima e tocar a vida. É difícil compreender isso tudo”, comentou, também muito emocionado, o garçom Renato do Nascimento Cunha, 34, filho do aposentado.

O caso foi registrado na 71ª DP (Itaboraí), onde a vítima havia feito um registro por ameaça contra o ex-companheiro.

Anúncios
comentários
  1. eron disse:

    cade o amor verdadeiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s