Traficante que fingia ser desembargador é acusado de estupro

Publicado: 13 de fevereiro de 2011 em Uncategorized

Considerado um dos principais fornecedores de cocaína para comunidades de Maricá, na Região dos Lagos, Walter Alfredo Pagano Blanco Junior, 38 anos, foi preso por agentes da 82ª DP (Maricá), na tarde desta segunda-feira, dia 7 de fevereiro, sob acusação de estuprar uma menina de 11 anos e mantê-la em cárcere privado junto com a mãe, sob ameaças de morte.

De acordo com as investigações, o “Barão do pó de Maricá” se apresentava como desembargador do Tribunal de Justiça (TJ) para justificar a vida de luxo que ostentava no bairro Caxito, onde possuía um sítio com mais de 5 mil metros quadrados, dois chalés, piscina semi-olímpica, sauna seca e até uma moderna sala de jogos com ar condicionado. Ele comentava no município que analisava habeas corpus de presos e cobrava cerca de R$ 20 mil para soltá-los e que, por isso, costumava andar com altas quantias em dinheiro.

Os policiais chegaram ao acusado após as vítimas conseguirem fugir do sítio, localizado no Condomínio Três Reis, e denunciá-lo. Enquanto mãe e filha prestavam depoimento, os agentes receberam uma denúncia anônima informando que o veículo de Walter, a BMW placa LNX 1518, estava circulando nas imediações da delegacia.

Os agentes partiram em perseguição ao acusado pela RJ-106 (rodovia Amaral Peixoto) durante dez quilômetros e conseguiram interceptar o veículo após fecharem a via, na altura do Portal de Maricá. Ao receber voz de prisão, ele ainda ofereceu resistência para ser algemado e tentou subornar os policiais. Com ele, foram apreendidos R$ 2,2 mil em espécie, que teriam sido adquiridos com a venda de drogas na região.

O acusado foi encaminhado à 82ª DP, onde os agentes constataram que ele possuía uma extensa ficha criminal, com anotações por estelionato, falsificação de dinheiro, estupro e receptação. Ainda segundo as investigações, Walter comprava a cocaína no Morro da Mangueira, na Favela do Jacaré e no Complexo de Manguinhos, na Zona Norte do Rio – todas controladas pela facção criminosa Comando Vermelho (CV) – e distribuía o entorpecente para ser revendido nas bocas-de-fumo de Maricá, principalmente no bairro Caxito.

Ele agora responderá por mais oito crimes: seqüestro ou cárcere privado, estupro de vulnerável, desobediência, roubo, resistência à prisão, corrupção ativa, além de associação para fins de tráfico e simulação da qualidade de funcionário público.

Contudo, não foi a extensa ficha criminal do “Barão do pó” e a ousadia por se passar por desembargador que impressionaram a Polícia, mas o patrimônio construído por ele, possivelmente, com o dinheiro arrecadado com o tráfico de drogas.

Ao realizarem buscas no endereço do acusado, os agentes se depararam um condomínio de classe média alta, onde ele possui um sítio com 5 mil metros quadrados, uma piscina com 25 metros de comprimento, sauna, sala de jogos, dois chalés e um lago artificial sob uma ponte de madeira.

Na garagem do imóvel – avaliado em mais de meio milhão de reais – havia uma Mercedes prata, que também foi apreendida. Os policiais ainda investigam a informação de que Walter seria proprietário de uma pousada em Búzios, também na Região dos Lagos, e de um apartamento no Méier, na Zona Norte do Rio. Os endereços estão sendo procurados pelos agentes.

“Se for comprovado que o Wálter não tinha como adquirir todos esses bens através de meios lícitos, já que ele não possuía qualquer atividade profissional, ele também será indiciado por lavagem de dinheiro”, explicou o delegado Marcello Maia, titular da 82ª DP.

Anúncios
comentários
  1. xyz disse:

    É irônico porque só no título já tem três crimes.

  2. Martin disse:

    Tá mais que claro que esse cara não tem conserto.Esse papo de ressocialização não se aplica pra ele, como dá pra ver.O cara é reincidente e pratica várias espécies de crime.Já passa da hora de instituir a pena de morte ou perpétua.Infelizmente se não morrer na cadeia vai sair e vai traficar e estuprar de novo.Uma sentença e uma bla na cabeça, conomiza outros futuros processos e gastos do Estado, fora que poupa a sociedade.

  3. .. disse:

    é concerteza ele tem que ser preso e nunca mais ser libertado , ele nao é novato , conheço ele mt beem !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s