Um mês após a descoberta de que policiais estavam lotados na Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) mesmo sem trabalhar na especializada – apenas para receber a gratificação de R$ 1.500 -, nova denúncia de irregularidade surge na Polícia Civil: a existência de dez inspetores “fantasmas” com suas lotações na Divisão Anti-Sequestro (DAS).

Luca Atalla, Renzo Gracie, Brian McPherson, Ricardo Almeida, Sergio Ignacio

Um deles, o atirador de elite Sérgio Ignácio, está há três anos trabalhando com a família Gracie nos Estados Unidos, dando inclusive aulas de jiu-jitsu para a SWAT. Ele recebe o ponto por Sedex para que possa assinar. A Corregedoria Interna da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro (Coinpol) já instaurou sindicância para apurar as irregularidades. O corregedor da PCERJ, Gilson Emiliano, pretende descobrir quem permitiu que um inspetor afastado da instituição continuasse recebendo seu salário – com direito à gratificação de R$ 850.

Sérgio Ignácio e Matt Serra na Academia e Renzo Gracie

Ironicamente, no dia 30 de outubro de 2009 – quando já nem sequer morava mais no Brasil – o comissário recebeu a Medalha de Honra da Polícia Civil (outorgada aos policiais que se destacaram no serviço de suas funções por comportamento correto e notório). O prêmio foi concedido pelo ex-chefe da PCERJ, delegado Allan Turnowsky.

Sergio Ignacio, Matt Serra, Renzo Gracie, Ricardo Almeida, Luca Atalla e Joe Ahlert

A denúncia foi feita pelo delegado Alexandre Neto, 51 anos. Aposentado, ele atualmente ocupa o cargo de secretário municipal de Segurança de Maricá, na Região dos Lagos. Em 2006, ele denunciou à Polícia Federal o envolvimento de policiais civis e militares com a cúpula do jogo do bicho. No ano seguinte, o delegado foi baleado seis vezes quando estava em seu veículo, na porta do prédio onde morava, em Copacabana, na Zona Sul do Rio, e acabou perdendo um dedo de uma das mãos. Na época, ele era delegado adjunto da DAS.

A primeira denúncia relativa a “policiais fantasmas” ocorreu no início do mês de março. Duas assessoras da chefe de Polícia Civil, Martha Rocha, foram lotadas na Core, apesar de trabalharem diretamente com a delegada. No Boletim Interno (BI) da instituição publicado no dia 1º de março havia a determinação para que a comissária de Polícia Suely Gusso Elias e a inspetora Paula de Albuquerque Santos, ambas lotadas na Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) do Centro do Rio, fossem designadas para a Core.

A mudança de delegacia legal – onde trabalhavam – para a especializada faria saltar a gratificação recebida pelas duas de R$ 850 para R$ 1.500. Já na assessoria de gabinete de Martha Rocha – para onde foram quando a chefe foi promovida – elas não têm esse benefício. Indignados com a situação, policiais da Core denunciaram o caso, que acabou provocando um grande mal estar na instituição. Na ocasião, há apenas duas semanas à frente da Chefia da PCERJ, a delegada Martha Rocha resolveu mandar republicar o BI e alegou que a publicação não havia passado de um erro.

No novo texto, Suely foi removida para a subchefia administrativa e Paula para a assessoria do gabinete da chefia da Polícia Civil. Duas semanas depois, Martha Rocha mandou remover outros 16 agentes que estavam lotados na Core, apesar de trabalharem em outras unidades. O diretor jurídico do Sindicato dos Policiais Civis do Rio de Janeiro (Sindpol),Francisco Chao, afirmou que o incidente não era um caso isolado e atribuiu à baixa remuneração e à política do Estado de remunerar através de gratificações o uso indevido dos atos administrativos.

Relembre aqui:
Lotações suspeitas geram mal estar na Polícia Civil


Anúncios
comentários
  1. J. Pompeu disse:

    Esse inútil já é fantasma na DAS há muito tempo. E com relação aos fantasmas da CORE, ainda tem muita gente arrastando corrente por lá.

    Obs.: meu nome foi omitido por motivos óbvios…

  2. Humberto disse:

    só vagabundo na polícia, tá pior do que a bandidagem

    • papel disse:

      MEU QUERIDO….NAO PODEMOS GENERALIZAR…..QUE HA MUITOS FANTASMAS NA POLICIA CIVIL….ISSO HA……MAS NÃO PODEMOS DIZER QUE SÓ TEM VAGABUNDO NA INSTIUIÇÃO….AGORA É RECOMENDÁVEL FICAR DE OLHO NESSA SRª SUELI…….

  3. papel disse:

    SENHORA COMISSARIA SUELI.VULGO:MÃO DE MACACO,GOELA DE AVESTRUZ………GO$$$$$$$$$$$$TA MUITO

  4. xxxx disse:

    POr que a Coinpol não procura ver nas delegacias distritais ? Aposto q vai achar MUITO fantasma tb….

  5. Nereu disse:

    Esse sergio ignacio é fantasma ha muitos e muitos anos…nunca trabalhou!!!

  6. Mike Brabo disse:

    Papa Charlie é só lixo msm..

  7. jjseabra disse:

    Não sei se é do conhecimento de todos,mas a Srª Marta Rocha planeja candidatar-se à um cargo político nas próximas eleições e tem usado a Polícia Civil para alavancar sua candidatura.Basta acessar a página da instituição (www.policiacivil.rj.gov.br) para perceber que a maior parte das matérias publicadas,com direito a fotos nos melhores angulos,mencionam feitos,programas dos quais participou e homenagens recebidas pela onipotente,onisciente e onipresente chefe de polícia!
    É aviltante o uso de um canal de comunicação que tem como finalidade o interesse público para autopromoção.Peço a gentileza de publicarem o mau uso deste site em benefício próprio.Grato

  8. anonimo disse:

    Roberta, pergunto eu à voce: Será que a drª Martha Rocha é, está ou sairá ilesa? Pois bem voltemos aos exs-chefes de polícia: Allan Turnowski, Gilberto?; ALVARO LINS (PRESO), ricardo hallak (preso), Zaqueu Teixeira, Aquele que recebeu desculpas publicamente do Anthony Garotinho por envolvimento com a contravenção RAFIK LOUZADA ARIDE, dentre outros. E mais PORQUE A CGU, O MP E A PF NÃO INVESTIGAM OS EXS SUB-CHEFES E CORREGEDORES DA POLICIA CIVIL COLOCADOS POR ESSA CORJA LÁ???

  9. Negrito disse:

    Só tem sacanagem, assim o Brasil não vai ter jeito…

  10. Denilce Flores disse:

    Acho tudo isso uma vergonha, enquanto existe bons policiais que trabalham diariamente, oito horas por dia, existem também as Suelys Gusso da vida,que gannham avida sem trabalhar. Se a Chefe de Policia quiser, tiver interesse, ela descobre quem trabalha e quem recebe como fantasma , para isso ela tem a corregedoria a sua disposição.

  11. Mauricio Matins disse:

    Este posto de Chefe de Policia da Sra. Marta Rocha, não passa de um tranpolim para que ela acance o que já vem tentando há muitos anos e não consegue: ser eleita deputada, aguarde e verão!. Com relação às mudanças em favor dos policiais ela nada fara´, pois nunca foi a favor dos policiais, tanto que jamais recebeu um voto sequer deles. Se quiser se eleger deputada tem que mostrar trabaho e fazer algo que demontre estar do lado e não contra o policil civil, principalmente com relação ao salário ridículo que recebem e quando stão doentes perdem a gratificação que tem direito. Voce sabia que o policial ivil do Rio é proibido de ficar doente? Se ficar morre de fome, pois perde a gratificação de 850,00. Assim é a polícia o Rio, que o diga o Delegado Alexandre Neto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s