Tamoio Futebol Crime: bens do clube começam a ser leiloados

Publicado: 16 de maio de 2011 em Homicídio, investigação, prisão, São Gonçalo, Uncategorized
Tags:, , , ,

Após a descoberta do esquema de não contestação das cerca de 200 ações trabalhistas movidas contra o Tamoio Futebol Clube – cujo objetivo, segundo as investigações, era levar as dependências e bens do clube a leilão –, policiais do Núcleo de Homicídios da 72ª DP (Mutuá) tentam identificar quem arrematou por R$ 660 mil o terreno do estacionamento da entidade, na última semana.

Esse foi o primeiro leilão ao qual o clube foi submetido e a verba será destinada ao pagamento da dívida trabalhista do irmão do ex-presidente da entidade. Como dezenas de outros processos que tramitam no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), esse também foi julgado à revelia (quando o réu não comparece ao tribunal para se defender) e iniciou a possível perda de um patrimônio de R$ 10 milhões do Tamoio, o que pode selar o fim de um dos clubes mais tradicionais do Estado.

As investigações têm como base o dossiê entregue ao Ministério Público pelo vice-presidente do clube, José Carlos Sant´anna, de 61 anos, executado a tiros no último dia 3 de março. Conforme o jornalista Gustavo Carvalho revelou com exclusividade, o objetivo da “máfia” que se instalou no Tamoio era adquirir as propriedades do clube por valores abaixo do mercado – através de compradores “laranjas” – e dividir parte do dinheiro entre os envolvidos na trama. Por trás do interesse no terreno de mais de 12 mil m², estaria a especulação imobiliária.

Crime – O vice-presidente do Tamoio Futebol Clube, José Carlos Sant´anna, 61 anos, foi executado com dois tiros quando saía das dependências da entidade, na Brasilândia, no dia 3 de março. O crime ocorreu por volta das 16h na Rua Moisés Mota. Três semanas após o crime, a Justiça decretou a prisão temporária do presidente do clube, Elias Vargas Cardoso e de seu segurança particular, Antônio Marcos Alves, 35.

De acordo com a Polícia, eles são suspeitos de participação na morte de Sant’anna. No dia 5 de abril, o advogado Lauro Caldeira Constantino, 59, diretor jurídico da agremiação, também foi preso sob acusação de participação no crime. Segundo os policiais, Caldeira responde por dois homicídios praticados em 1999. Ele é suspeito de envolvimento nas mortes de Marcos e Edma Valadão, presidente da Associação Brasileira de Enfermagem e presidente do Sindicato dos Enfermeiros do Rio de Janeiro, respectivamente. Assim como Sant’anna, o casal denunciou um esquema de fraude e desvio de verba nas entidades em que Caldeira prestava assistência jurídica.

História – A crise que atingiu o Tamoio, fundado em novembro de 1917, refletiu na freqüência dos sócios do clube que já foi palco da abertura oficial do carnaval carioca com o famoso Concurso de Fantasias de Luxo, nas décadas de 60, 70 e 80, transmitido na TV em rede nacional. Atualmente, dos 25 mil associados, apenas 200 contribuem com a taxa de manutenção da entidade.

O evento carnavalesco contava com a participação de grandes artistas, como Wilza Carla, Evandro Castro Lima, Flávio Rocha, Clovis Bornay, o que tornou o Tamoio um dos mais tradicionais do Estado e conhecido em todo o país. A característica de clube estritamente familiar foi fundamental para atrair novos sócios a partir da década de 50, período do desenvolvimento industrial de São Gonçalo e surgimento da alta sociedade gonçalense, que contribuiu para o crescimento da entidade. Além da importância no carnaval carioca, o clube marcou sua história com a participação no campeonato carioca de futebol. Os tempos áureos do Tamoio também são lembrados com nostalgia pelos mais antigos pelos famosos bailes das Debutantes, da Terceira Idade e da Flaponte.

Testemunha dos tempos de glória do Tamoio, o deputado estadual gonçalense José Luiz Nanci traz na memória os anos dourados do clube. Tamoiense de coração, como ele mesmo se define, até hoje ele frequenta o clube e torce pela reestruturação da entidade. Aliás, a história do Tamoio se confunde com a da sua própria família. Seu tio, Thomaz Nanci Júnior, de 71 anos, se emociona ao recordar do surgimento do clube, o qual ele atuou na diretoria de 1960 a 1990, sendo como presidente no período de 86 a 90.

“Vejo essa nova fase do clube com muita tristeza. Foi um patrimônio tão difícil para se conquistar e hoje o vemos nas mãos de pessoas sem nenhum compromisso”, lamenta.

Não há como falar em Clube Tamoio sem citar os criadores daquele espaço: Aécio Nanci (ex-prefeito de São Gonçalo), Thomaz Nanci (pai do ex-presidente do Tamoio), Ismael Branco, Alberto Jardim da Mota e capitão Belarmino de Mattos.

Deputado estadual José Luiz Nanci

Ao recordar a juventude, José Luiz Nanci, hoje com 58 anos, destaca o quão importante foi o Tamoio na sociedade gonçalense, durante décadas.

“Além de ser o point do verão naquela época, o clube também oferecia diversas opções na área do esporte. Tinha basquete, futebol, vôlei, entre outros. Todos os eventos realizados lá eram um sucesso e bastante concorridos, porque todo mundo queria fazer parte”, lembra o deputado.

De acordo com Nanci, a festa de Réveillon reunia quase 20 mil pessoas nas dependências do clube.

“Era um momento muito bom para as famílias da cidade, porque muitos já estavam morando fora daqui, por estudo, trabalho, e era nesta ocasião que retornavam para visitar os pais e amigos”, recorda José Luiz Nanci.

Tentativa de reerguer o clube – Após Elias renunciar à presidência do clube, na última semana, o cargo e o desafio de tentar reerguer o Tamoio foi assumido por Ivo Manuel de Santana. Ele afirma que o principal objetivo de sua gestão é tentar refazer o quadro social do clube através do resgate das famílias. Para isso, entretanto, o departamento jurídico da entidade terá que tentar reverter as sentenças indenizatórias que podem levar outros terrenos do clube a leilão.

“Essas ações foram fraudulentas, pois foram julgadas sem contestação dos antigos gestores. Todos os processos serão avaliados, pediremos a anulação de alguns deles e o embargo dos leilões. Vamos pagar apenas o que for justo, pois não podemos deixar que acabem com o patrimônio de um clube histórico”, concluiu o advogado Lamar Cidaco, atual diretor jurídico do clube.

RELEMBRE:

Tamoio Futebol Crime: dossiê revela esquema que terminou em morte


Vice-presidente do Tamoio é assassinado após denunciar irregularidades financeiras no clube

lmd_source=”23172643″;lmd_si=”33505537″;lmd_pu=”22478543″;lmd_c=”BR”;lmd_wi=”300″;lmd_he=”250″;

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s