Corpo de grávida julgada, condenada e executada no Tribunal do Tráfico estava em cisterna

Publicado: 18 de julho de 2011 em Uncategorized

A angústia dos familiares de Thaila de Oliveira Braga Santos, 22 anos – grávida de sete meses sentenciada à morte no tribunal do tráfico do Morro do Preventório, em Charitas, Zona Sul de Niterói – chegou ao fim após cinco dias de buscas. O corpo da jovem foi encontrado dentro de uma cisterna, na localidade conhecida como Meu Cantinho, em uma mata fechada no alto da comunidade, durante uma operação realizada por policiais da 79ª DP (Jurujuba), na tarde desta quinta-feira, dia 14 de julho.

Devido à dificuldade de acesso ao local do crime, a ação contou com o apoio de agentes do Serviço Aeropolicial (Saer) da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil, que retiraram o corpo de Thaila da comunidade com o auxílio do helicóptero da instituição. Segundo as investigações, a jovem, que era sobrinha de um policial militar, foi morta por suspeita de desaparecer com cinco pistolas, drogas e dinheiro de traficantes do Morro do Preventório.

A Polícia já identificou os autores do crime e encaminhou o pedido de prisão de dois deles à Justiça. De acordo com os agentes, o mandante do assassinato foi Danilo Soares dos Santos, o Danilo Bocão, 23 – apontado como o chefe do tráfico de drogas na comunidade – e seu braço-direito, Gilberto da Conceição Pinna, o Tereco, 24, acusado de seqüestrar e executar Thaila com a ajuda de outros dois homens. O crime ocorreu no início da noite do último dia 7. A vítima foi retirada de dentro de casa e levada para uma pedra na localidade conhecida como Risca Foice, onde teria sido morta. Em seguida, os bandidos arrastaram seu corpo pela comunidade e o jogaram na cisterna.

Os 12 agentes que participaram da operação tiveram que caminhar aproximadamente 10 minutos na comunidade para chegar à localidade Meu Cantinho. Grande parte do trajeto é de mata fechada e difícil acesso, o que dificultou a localização do corpo da vítima. Em um local anteriormente habitado por moradores beneficiados pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), os policiais encontraram o local do crime. A cena de uma jovem morta em seu sétimo mês de gravidez comoveu até mesmo os policiais.

“Não foi por falta de conselhos, mas agora podemos dar um enterro digno a ela”, disse um familiar, que preferiu não se identificar temendo represálias.

Próximo ao corpo, que estava com várias pedras em cima, os agentes encontraram um porrete, de aproximadamente 1,50m, com pregos na ponta. O objeto apresentava manchas de sangue e pode ter sido usado para torturar a vítima.

“Em cinco dias de investigações, conseguimos identificar os autores do assassinato e encontrar o corpo da jovem, materializando as provas do crime. Assim, concluiremos o caso com o pedido de prisão dos dois acusados”, explicou o delegado William Medeiros, titular da 79ª DP.

Quem tiver informações que auxiliem na prisão de Danilo Bocão e Tereco pode ligar para o Disque-Denúncia, através do telefone 2253-1177. Não é preciso se identificar e o anonimato é garantido.

Abrigo – De acordo com a Polícia, o Morro do Preventório teria se tornado um dos refúgios de criminosos do Morro da Mangueira, em São Cristóvão, após a implantação da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) na comunidade da Zona Norte do Rio, no mês passado. Desde então, as polícias Civil e Militar vêm realizando diversas incursões no local com o objetivo de reprimir a ação desses criminosos. Em uma dessas operações, policiais da 79ª DP fizeram a primeira apreensão de “oxi” do Estado. Mistura de pasta-base de cocaína, querosene e cal virgem, a droga é considerada ainda mais devastadora que o crack.

lmd_source=”23225204″;lmd_si=”33505537″;lmd_pu=”22478543″;lmd_c=”BR”;lmd_wi=”300″;lmd_he=”250″;

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s