Cabo do Bope e outros PMs acusados de negociar armas, munições e drogas com traficantes

Publicado: 1 de agosto de 2011 em Uncategorized

Incluídos na rota do tráfico de armas após a ocupação do Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio, os municípios de São Gonçalo e Itaboraí foram alvos da ‘Operação Cartucheira’ da Polícia Federal (PF), na manhã desta terça-feira, dia 26 de julho, cujo objetivo era prender 13 integrantes da quadrilha responsável por fornecer armas, munições e drogas para criminosos foragidos das favelas cariocas.

A ação, que contou com o apoio de agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual (MPE), terminou com sete presos, entre eles Renato Muniz da Costa Freire, o Renatinho, apontado como o chefão do pó no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo. Outros três acusados foram presos na Favela Nova Horizonte, em Itaboraí, e o restante no Complexo do Alemão e na Favela Danon, na Baixada Fluminense. Morador de Manilha, Alceli Coelho da Silva Junior, o Bicudo, é considerado foragido.

O bando, segundo as investigações, contava com a participação do cabo Mauro Lopes de Figueiredo, lotado no Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). Suspeito de desviar munições apreendidas durante ações policiais, o PM foi preso no último dia 20 de julho.

Quatro dias antes, 2.180 cápsulas de munições de uso restrito foram apreendidas em uma residência no Trevo de Manilha, em Itaboraí. Na ação, foi preso o casal Paulo Vitor Petronilho Sampaio e Bruna Cristina de Araújo Monteiro, ambos de 24 anos, que vão responder pelo crime de comércio ilegal de munição de uso restrito – com pena de 4 a 8 anos de prisão.

De acordo com agentes da Delegacia de Repressão ao Tráfico Ilícito de Armas (Delearm) da PF, as investigações, iniciadas em fevereiro desse ano, apontaram para a migração de traficantes das comunidades que receberam Unidades de Polícia Pacificadora (UPP) para os dois municípios. O grupo montou uma base de fornecimento de armas de grosso calibre, munições e drogas, como cocaína e crack, para traficantes do Morro da Mangueira, em São Cristóvão, e do Complexo do Alemão, na Penha, ambos na Zona Norte do Rio, e da Baixada Fluminense, todos ligados à facção criminosa Comando Vermelho (CV).

Segundo o delegado Délcio de Luca, chefe do Núcleo de Operações da Delearm, o armamento pode ser proveniente de apreensões feitas por policiais durante operações em comunidades cariocas.

“A munição apreendida vinha em grande parte da PM. Quanto ao armamento negociado, não temos o rastreamento da origem. Elas também podem ser fruto de espólio da ocupação dos morros, mas isso ainda não foi confirmado”, completou.

Interceptações telefônicas autorizadas pela justiça apontaram que a quadrilha também movimentava grandes quantidades de drogas. Eles chegavam a negociar mais de um quilo de cocaína pura em cada conversa. O entorpecente seguia para São Gonçalo, onde era embalado. Em seguida, as ‘cargas’ eram distribuídas para outras comunidades do Estado, como a Favela do Arará, em Benfica, e o Complexo de Manguinhos, em Bonsucesso, ambos na Zona Norte do Rio.

O promotor de Justiça Antonio Carlos Pessanha, do Gaeco, afirmou que o esquema é mais uma prova de que bandidos de regiões ocupadas pelas UPPs estão migrando para comunidades de São Gonçalo, Niterói e Itaboraí. O promotor, que atua em Itaboraí, mostrou-se preocupado com o fenômeno no município que abriga o Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj) e citou Macaé, no Norte Fluminense, como exemplo de avanço da criminalidade.

“Com a instalação das UPPs, vários marginais estão se deslocando para essa região. Pelas escutas telefônicas, pudemos constatar que esses bandidos saíram do Alemão por causa da UPP. Onde for instalada essa unidade, eles vão sair e procurar um lugar mais tranquilo para exercer sua atividade ilícita”, apontou.

Anúncios
comentários
  1. […] RELEMBRE Cabo do Bope e outros PMs acusados de negociar armas, munições e drogas com traficantes […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s