Mãe de preso vai pra cadeia ao aplicar golpe do falso sequestro em idosa

Publicado: 4 de agosto de 2011 em Uncategorized

Sheila Martins Pinheiro, 54 anos

A participação no golpe conhecido como disque-extorsão – quando criminosos telefonam para a vítima e exigem o pagamento de resgate para libertação de um familiar supostamente seqüestrado – terminou de forma frustrada para a dona de casa Sheila Martins Pinheiro, 54 anos, no início da tarde desta terça-feira, dia 2 de agosto. Ela foi presa por policiais do 7º BPM (São Gonçalo) após receber aproximadamente R$ 3 mil de uma aposentada, de 70 anos, vítima da quadrilha que atua dentro dos presídios do Estado do Rio de Janeiro.

Moradora do Boaçu, a idosa recebeu uma ligação, por volta das 10h, de um homem que se identificou como sendo o filho dela, um motorista de 40 anos. Desesperado e com voz ofegante, ele contou que havia sido seqüestrado e espancado por um grupo de criminosos que exigia R$ 5 mil para libertá-lo.

“Comecei a passar mal e disse que não tinha aquele valor, apenas umas economias que seriam destinadas à reforma da minha casa. Eles falaram que se eu não efetuasse o pagamento meu filho seria morto”, contou ainda muito nervosa.

Os bandidos escolheram a Praça da Trindade para o pagamento do resgate. A aposentada seguiu para o local acompanhada do marido. No caminho, eles pediram auxílio aos PMs da Cabine do Fórum Antigo, que faziam patrulhamento na Avenida Central. Os policiais orientaram a idosa de que ela poderia estar sendo vítima de um falso sequestro e a acompanharam ao local combinado para o pagamento da quantia.

No momento da entrega do dinheiro, Sheila ainda ameaçou ferir a idosa com uma navalha caso ela acionasse a Polícia e, em seguida, fugiu em um mototáxi. Os PMs questionaram o mototaxista sobre o destino de sua última corrida e conseguiram flagraram a dona de casa no momento em que ela separava o dinheiro em sua residência, na Rua Vicente Lima Cleto, em Nova Cidade, onde foi presa em flagrante. Na ação, foram recuperados R$ 2.097.

A acusada foi encaminhada à 72ª DP (Mutuá), onde foi autuada por extorsão. Na delegacia, ela alegou que um homem, identificado como Valdinei, teria pedido que ela pegasse o dinheiro na praça. Entretanto, os agentes descobriram que o filho da acusada, Wanderson Martins Pinheiro, 31, cumpre pena por tráfico após tentar entrar em um presídio com drogas. A Polícia investiga a participação dele no crime.

lmd_source=”23244052″;lmd_si=”33505537″;lmd_pu=”22478543″;lmd_c=”BR”;lmd_wi=”300″;lmd_he=”250″;

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s