Dono de carro furtado ajuda Polícia a estourar desmanche

Publicado: 22 de março de 2012 em Uncategorized

Três semanas após ter seu carro furtado, Alan Victoria Ferreira, 34 anos, acabou ajudando policiais da 37ª DP (Ilha do Governador) na descoberta de um desmanche no bairro Olaria, na Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio.

A vítima passava pela Rua Custódio Nunes, por volta das 14h desta terça-feira, dia 20 de março, quando reconheceu seu automóvel – o Monza branco placa LPJ 4781 – que havia sido furtado de sua propriedade há cerca de três semanas.

O carro era conduzido por Marcelo Dahl de Barros, 48, que o estacionou próximo ao número 21 daquela mesma rua. Com a ajuda de um comerciante, Alan conseguiu deter o suspeito até a chegada de uma equipe do 17º BPM (Ilha do Governador), que conduziu todos até a delegacia.

Por determinação do delegado Deoclécio de Assis, titular da 37ª DP, uma equipe do Grupo de Investigações Complementares (GIC) foi ao endereço para identifficar outros integrantes da quadrilha e acabou encontrando peças de diversas marcas de veículos e várias placas, além de três pedaços de lataria, cuidadosamente cortada preservando a numeração do chassi, para posterior recolocação em outros automóveis de mesmas características.

Um deles tinha a numeração de chassi de um Monza, que seria utilizada no carro que foi recuperado – prática vulgarmente chamada de clone ou “Bacalhau”.

Os policiais prenderam os irmãos Adilson José de Souza, 45 anos – que tinha contra si três mandados de prisão por estelionato e receptação – e Nelson José de Souza, 42 – que possui várias anotações criminais por receptação e estelionato. Os dois assumiram que eram os responsáveis pela adulteração nas características dos veículos originais para venda posterior.

Todos foram autuados por receptação (artigo 180 do Código Penal). Os mandados de prisão contra Adilson também foram cumpridos. O trio foi encaminhado à carceragem da Divisão de Capturas e Polícia Interestadual (DC-Polinter), onde vai permanecer à disposição da Justiça.

“As investigações vão continuar, com o objetivo de identificar a origem das peças apreendidas e também os demais possíveis crimes praticados pela quadrilha”, declarou o delegado Deoclécio Assis.

lmd_source=”23814630″;lmd_si=”33505537″;lmd_pu=”22478543″;lmd_c=”BR”;lmd_wi=”300″;lmd_he=”250″;

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s