Em uma semana, 11 PMs baleados no #riopacificado: 5 não resistiram

Publicado: 3 de outubro de 2015 em Uncategorized

Até o momento, o ano de 2015 registra 176 policiais baleados no Estado do Rio – a média é de CINCO agentes feridos a tiros por semana. Destes, 147 estavam de serviço. Do total, 57 não resistiram. Somente nesta semana, houve 9 casos.

Segunda-feira, dia 28 de setembro

Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Formiga, o soldado Bruno Rodrigues Pereira, 30 anos, foi torturado e morto de forma covarde ao ser identificado como policial. O crime ocorreu no bairro Lagoinha, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. O PM – que ia completar três anos na corporação no próximo mês de dezembro – tinha ido buscar o irmão quando foi abordado pelos criminosos, na localidade conhecida como Dom Bosco. Eles o revistaram e acabaram encontrando a farda no porta-malas. Após torturá-lo e matá-lo, os bandidos o amarraram com uma corda a um cavalo e arrastaram seu corpo pela Rua Gelo.

Bruno Rodrigues Pereira, 30 anos

Soldado PM Bruno Rodrigues Pereira, 30 anos

Terça-feira, dia 29 de setembro

Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Macacos, o soldado Rodrigues foi baleado durante ataque de criminosos que continuam controlando o tráfico de drogas no Morro dos Macacos, em Vila Isabel, na Zona Norte do Rio. Há duas semanas, ele já havia sido atingido no local, mas o colete amorteceu o projétil. Desta vez atingido no ombro, o PM foi socorrido e levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha.

Terça-feira, dia 29 de setembro

Lotado no 15BPM, o sargento Francisco foi baleado durante confronto com criminosos que controlam o tráfico de drogas na Favela Santa Lúcia, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Atingido no tórax, o PM foi socorrido pelos colegas de farda e levado para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, no bairro Saracuruna, e posteriormente transferido com auxílio do Grupamento Especial de Salvamento e Ações de Resgate (GESAR) para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio.

Sargento PM André Caetano, 42 anos

Sargento PM André Caetano, 42 anos

Terça-feira, dia 29 de setembro

Lotado no Centro de Controle Operacional da Polícia Militar (Cecopom), no Quartel General (QG) da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, o sargento André Caetano, 42 anos, morreu após ser baleado diversas vezes pelo próprio filho, de 17 anos de idade. O crime ocorreu na casa do PM, no bairro Engenho da Rainha, na Zona Norte do Rio. Casado há 17 anos, o sargento deixou outros dois filhos – um menino e uma menina.

Em tempo: a PMERJ não pagou o convênio com o Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, na Zona Oeste do Rio, e amigos do PM criaram uma vaquinha para ajudar a família a pagar o enterro.

Soldado PM Caio Cesar Ignácio Cardoso de Melo, 27 anos

Soldado PM Caio Cesar Ignácio Cardoso de Melo, 27 anos

Quarta-feira, dia 30 de setembro (manhã)

Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Fazendinha, o soldado Caio César Melo foi baleado na Rua Canitar, próximo ao Campo do Sargento. Atingido no pescoço, o PM foi socorrido e levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, mas não resistiu a quatro paradas cardíacas. O policial também era dublador e conhecido por ser a voz de Harry Potter no Brasil. Ele morreu dois dias após completar 27 anos de vida.

Quarta-feira, dia 30 de setembro (tarde)

Lotado no Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque), o soldado M. Cunha foi baleado durante ataque de criminosos na Favela Parque Proletário, no Complexo do Alemão, na Penha, na Zona Norte do Rio. Atingido na perna, ele foi socorrido e levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas.

Soldado PM Alyson Leonardo Egídio Alves, 27 anos

Soldado PM Alyson Leonardo Egídio Alves, 27 anos

Quinta-feira, dia 1 de outubro

Lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Salgueiro, o soldado Alyson Leonardo Egídio Alves, 27 anos, morreu após ser baleado ao ter a identidade descoberta, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. O PM estava no salão de beleza da esposa, localizado na Rua Brilhante, no bairro Coelho da Rocha, quando dois criminosos que chegaram em um carro vermelho anunciaram o assalto. Ao ver a arma na cintura de Alyson, eles efetuaram os disparos e fugiram no veículo, onde um comparsa permaneceu à espera.

Baleado na frente da esposa, o PM foi atingido duas vezes no rosto e uma nas costas. O soldado ainda foi socorrido e levado para o Posto de Atendimento Médico (PAM) de São João de Meriti, mas não resistiu. A cunhada dele, que também estava no salão, foi atingida na perna.

Sargento PM Marcelo Moraes, 46 anos

Sargento PM Marcelo Moraes, 46 anos

Sexta-feira, dia 2 de outubro (manhã)

Lotados no 16BPM, o sargento Marcelo Moraes, 46 anos, e o cabo Antônio Carlos Dias Leite foram baleados durante tentativa de assalto, em Sulacap, na Zona Oeste do Rio. O sargento, que era subcomandante do Grupamento de Ações Táticas (GAT) do batalhão de Olaria, não resistiu e morreu ainda no local. Os dois seguiam de moto para um curso do Comando de Operações Especiais (COE) quando foram abordados pelos criminosos.

O cabo D. Leite foi salvo por um funcionário dos Correios que vinha em outra moto logo atrás e presenciou a cena, o ajudou a se proteger atrás de um carro, pegou sua arma e atirou contra um dos bandidos – que morreu no local. Após socorrê-lo e levá-lo até o Hospital Estadual Albert Schweitzer, em Realengo, ele retornou e se apresentou aos policiais da Divisão de Homicídios (DH), auxiliando no trabalho da perícia.

Sexta-feira, dia 2 de outubro (noite)

Lotados na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Vila Cruzeiro, os soldados Batista e R. Silva foram baleados durante ataque no Complexo do Alemão, na Penha, na Zona Norte do Rio. Atingido nas costas, o soldado Batista foi socorrido e levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas. O tiro perfurou o tórax, ombro e pelve. Baleado de raspão na costela, o soldado R. Silva também recebeu atendimento médico na mesma unidade de saúde.

Anúncios
comentários
  1. […] Source: Em uma semana, 11 PMs baleados no #riopacificado: 5 não resistiram […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s