Procurado pela Polícia, criminoso se exibe com armas em vídeo ao lado de comparsas

Publicado: 6 de novembro de 2016 em Uncategorized

13_6_2016__0_cartaz-mingau

Esse é o Leonardo Dias Guimarães, o Léo Mingau, 24 anos. Apontado pela Polícia como integrante da facção criminosa Comando Vermelho (CV), ele é acusado de ter liderado a invasão ao Morro Jorge Turco, em Rocha Miranda, na Zona Norte do Rio, onde as bocas-de-fumo eram controladas por rivais da Amigos dos Amigos (ADA).

A invasão contou com apoio de comparsas do Morro do Barbante, na Ilha do Governador, também na Zona Norte, e da Favela do Guandu, em Japeri, na Baixada Fluminense. As duas localidades são citadas no vídeo, assim como o Morro Boa Vista – que a Polícia acredita ser o morro localizado no bairro São Lourenço, em Niterói, palco de uma disputa entre as duas facções há mais de uma década pelo controle das bocas-de-fumo.

“Nós vai no Boa Vista. Vamo invadir o Boa Vista”, grita um dos comparsas de Léo Mingau, que está acompanhado por pelo menos seis comparsas, que ostentam fuzis e dançam ao som do funk proibidão “Atitude e disposição”.

Preso em maio de 2013, Léo Mingau saiu da cadeia em abril do ano passado. Contra ele existem quatro mandados de prisão – por homicídio e latrocínio (roubo seguido de morte).

De acordo com a Polícia, ele foi um dos envolvidos no assalto à Central de Abastecimento (Ceasa) de Irajá, em agosto de 2015 – quatro meses após ele ter sido colocado em liberdade pela Justiça.

Na ocasião, a fiscal de caixa Mariane dos Santos Silva, 24, e o segurança Antenor Silva Rios Neto, 54, foram baleados e morreram. Os bandidos fugiram levando R$ 59 mil.

Ainda segundo a Polícia, Léo Mingau também participou da tortura e execução do estudante Matheus Ferreira Motta, 20. O crime ocorreu no último dia 5 de março, quando o jovem foi abordado no momento em que fazia a divulgação de uma festa, na Avenida Automóvel Clube, em Costa Barros.

Ele foi condenado à morte por morar em uma favela de facção rival e teve o corpo deixado no porta-malas de um carro que foi incendiado na Praça Seca, em Jacarepaguá, na Zona Oeste.

Quem tiver qualquer informação que ajude a Polícia a localizar e prender esse criminoso pode ligar para o Disque-Denúncia, através do número 2253-1177. Não é preciso se identificar e o anonimato é garantido.

O Disque-Denúncia ainda oferece uma recompensa de R$ 1 mil a quem auxiliar na prisão.

O som que os criminosos escutam no vídeo:

Atitude, disposição só tem mesmo quem é
Firma forte se reuniu para ver de qual é
Pois no Barbante é vários bicos que tá preparado
A contenção de cima é só de fuzil destravado
E o bonde que tá passando de bico pro alto, de Meriva ou de Corolla, prêmio de assalto
As cachorra da Zona Sul vêm atrás de bandido
Atraídas pelo fuzil e a profissão perigo

Assista o vídeo aqui -> https://youtu.be/K8u35kVsikc

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s