Acusado de latrocínio no Centro do Rio é preso por policiais do BPRv em Rio Bonito

Publicado: 16 de agosto de 2018 em Uncategorized

eb1dcf66-5f4f-451c-a15d-89aaf62852d4

Acusado de participação no assalto a uma loja de telefonia móvel que terminou com a morte de um despachante, no Centro do Rio, no último mês de março, Rian de Queiroz Fortes, 19 anos, foi preso por policiais do Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRv) em Rio Bonito, na madrugada desta quinta-feira, dia 16 de agosto. Ele estava em companhia de Igor Máximo Oliveira da Silva, 26, e Lucas Guimarães Belisário, 18 – que foi baleado ao resistir à prisão e atirar contra os PMs. Os três são da Favela do Arará, em Benfica, na Zona Norte do Rio.

Os policiais realizavam visibilidade em frente ao Posto 06, no KM 13 da RJ-124, na altura do bairro Boa Esperança, quando tentaram abordar o Renault Logan vermelho placa KWL 9912. Neste momento, Lucas – que estava no banco de trás do veículo – desceu efetuando vários disparos. Os PMs revidaram a agressão e no confronto ele foi atingido. Socorrido, foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Araruama, onde está internado sob custódia aguardando transferência para o Hospital Estadual Alberto Torres, no Colubandê.

aa33b2df-ffc6-4e04-a945-48a8ff378a13

Com Lucas, os policiais apreenderam uma pistola Glock calibre 9mm com dois carregadores – um com nove munições e outro com oito. Em seguida, os PMs revistaram Rian, que estava com um revólver Taurus calibre 38 com sete munições intactas e outras cinco munições no bolso. Com Igor, que conduzia o automóvel, não foi encontrado nada.

205dc774-b781-4f75-ab4c-4ebe1a7f29ed

Todos foram autuados por organização criminosa e tentativa de homicídio em ocorrência registrada na 119ª DP (Rio Bonito). Contra Igor também foi cumprido um mandado de prisão por latrocínio (roubo seguido de morte). O crime ocorreu no último dia 19 de março, na Avenida Presidente Vargas, no Centro do Rio. Na ocasião, quatro bandidos em duas motos roubaram uma loja da Claro localizada na esquina da Rua Regente Feijó. Na fuga, os criminosos passaram pela Presidente Vargas e foram flagrados por agentes do Centro Presente. Os PMs deram ordem de parada, mas eles não obedeceram. Mais à frente, os criminosos atiraram contra um carro do Centro Presente, dando início ao confronto. Os 42 aparelhos de telefone celular roubados estavam dentro de uma mochila que caiu na fuga e foram recuperados pelos policiais.

presidente-vargas

No tiroteio, o despachante Luís Carlos Pereira Viana, 60, que trabalhava na Central, foi atingido e não resistiu. Outras duas pessoas foram vítimas de balas perdidas: Aparecida dos Santos, 46, foi atingida no pé, e o segurança Jorge Bastos Silva, 35, baleado de raspão no peito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s