Asas para o Futuro: projeto de policiais leva esperança para crianças no Rio

Publicado: 2 de agosto de 2019 em Uncategorized

Fotos: Gabi Basílio e Jussara Paixão

2d2d451b-a02e-4a2f-83a6-1c6a67a93460

Com 10 anos de idade, ele entrou na internet para pesquisar como podia denunciar os maus tratos que vinha sofrendo em casa. Depois foi parar na porta de um Departamento Geral de Ações Socioeducativa (Degase), surpreendendo os agentes a quem foi pedir ajuda. Ouviu a explicação de que não era ali, mas foi encaminhado para o órgão responsável, que conseguiu acolhimento para ele em um orfanato.

Na instituição conheceu outras crianças com as mesmas histórias tristes. Uma delas, de 11 anos, chegou a separar as melhores roupas e fugir para a Favela Cidade de Deus, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, onde foi arregimentado pelo tráfico. Os criminosos ensinaram o menor a identificar veículos blindados. Mas ele foi resgatado e retornou para o abrigo.

Os nomes e idades são diferentes, mas todos os meninos e meninas têm algo em comum: pais que perderam a guarda por diversos motivos, desde abandono até maus tratos.

Na última quarta-feira, dia 31 de julho, essas crianças puderam por alguns momentos esquecer a realidade de tristeza e conhecer um novo mundo que fez com que seus olhos brilhassem: a rotina e um pouco da atividade policial que muitos desconhecem.

fc32c918-fe3c-4eae-853f-6aeb54fb140c

Ao longo de seis horas, elas não se lembraram das dificuldades de seus dias e se divertiram assistindo demonstrações dos cães do Canil da Coordenadoria de Operações Especiais (CORE) e participando de ações realizadas com apoio do Corpo de Bombeiros: como passeio de barco na lagoa e instrução de rapel e muro de escalada.

As atividades fazem parte do projeto Asas para o Futuro, idealizado pela inspetora de Polícia Mariana Pessanha e pelo piloto policial Ricardo Herter e realizado pelo Serviço Aeropolicial (SAER) da CORE.

DSC_0378

Elas foram apresentadas à profissão policial com o objetivo de despertar nelas o desejo de fazer a diferença em suas comunidades e entre as pessoas com quem convivem. Além de uma explicação sobre o dia a dia dos pilotos e tripulantes, elas assistiram uma demonstração de vídeo institucional e puderam conhecer a estrutura do órgão.

67828553_2269802456663130_8564766723595567104_n

Veja mais fotos -> AQUI

comentários
  1. Paula Elizabeth disse:

    Muita fé, nestes profissionais que mais do que exercer sua profissão, vivem um sacerdócio.Deus abençoe a todos;

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s