Órfãos de policiais vão ganhar festa no Dia das Crianças

Publicado: 15 de setembro de 2019 em Uncategorized

IMG-20190915-WA0058

A enfermeira Suziane Ribeiro, de 41 anos, estava de plantão quando recebeu uma ligação do marido. Do outro lado da linha, o soldado Israel da Silva, então com 31 anos.

Lotado no 12°BPM (Niterói), avisava à esposa que estava seguindo para uma operação no Morro Santo Cristo, no Fonseca, na Zona Norte da cidade.

“Só liguei para dizer que amo vocês”, disse o policial, estendendo o carinho para o filho do casal, de apenas um ano de vida.

Foi a última vez que Suziane ouviu a voz de Israel, morto em confronto com traficantes, um dia após o Natal de 2005.

A data ficou marcada na vida da família, principalmente na do estudante Gabriel, hoje com 13 anos, que não teve a oportunidade de crescer ao lado do pai.

Em novembro de 2016, o soldado Igor Dutra Fraga, 30 anos, se despediu do filho Bernardo, então com 7 anos, e da esposa grávida de 5 meses, e saiu de casa.

Lotado no Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque), acabou morto no trecho Niterói-Manilha da BR-101 ao tentar impedir um assalto que presenciou na altura do bairro Jardim Catarina, em São Gonçalo. O caçula, hoje com 2 anos, sequer teve a oportunidade de conhecer o pai.

Em agosto de 2017, o sargento Sílvio Cesar Lopes da Silva, 39 anos, saiu com a esposa para comemorar o aniversário dela e na volta para casa acabou baleado ao ser identificado como policial durante um assalto, em Padre Miguel, na Zona Oeste do Rio.

Ele deixou dois órfãos: Raphael, hoje com 4 anos, e Ryan, com 11.

Todas essas crianças engrossam uma triste – e assustadora – estatística: atualmente, o Estado do Rio possui 5 mil órfãos de agentes de segurança pública, com idades entre 0 e 17 anos. Se contarmos os maiores de idade, esse número dobra.

Esses cinco órfãos se encontrarão com outros 45 no próximo mês de outubro, durante a festa do #DiaDasCrianças do #basta – movimento iniciado pela jornalista Roberta Trindade, que desde 2009 contabiliza e divulga os casos de policiais mortos e baleados no Estado do Rio.

Quem quiser colaborar doando itens para a realização da festa ou apadrinhando/amadrinhando uma das crianças pode entrar em contato pela FanPage do projeto (http://www.facebook.com/natalazul.basta) ou pelo WhatsApp (21) 96430-0887.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s